INTERNACIONAL

Ucrânia religa uma das linhas de usina nuclear atacada pela Rússia, diz Agência Internacional de Energia Atômica

A unidade foi tomada pela Rússia no início deste mês

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 19/03/2022 às 21:54
LUIS ACOSTA/AFP
Membros da comunidade ucraniana participam de uma manifestação contra a invasão russa na Ucrânia no parque Urraca, na Cidade do Panamá, neste sábado (19) - FOTO: LUIS ACOSTA/AFP
Leitura:

A Ucrânia consertou e reconectou uma das três linhas de energia que ligam a Usina Nuclear de Zaporizhzhya (NPP) à rede elétrica do país, informou a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). A unidade foi tomada pela Rússia no início deste mês. De seus seis reatores, dois estão em operação.

As autoridades ucranianas reiteraram à AIEA que os sistemas de segurança de Zaporizhzhya estão totalmente funcionais. No entanto, não há previsão de quando as outras duas linhas devem ser reconectadas ao sistema de energia.

Em uma nota oficial enviada à agência, a Rússia afirmou que "a rotação de pessoal é realizada de modo regular" na central nuclear de Zaporizhzhya e que "não há problemas com peças de reposição".
O comunicado de Moscou recebido pela AIEA diz ainda que desde 14 de março, "a situação com o fornecimento de energia da usina nuclear de Chernobyl está completamente estabilizada".

O secretário-geral da AIEA, Rafael Grossi, informou que continua suas consultas para chegar a um acordo sobre a segurança das instalações nucleares da Ucrânia. "Com essa estrutura em vigor, a agência poderá fornecer assistência técnica eficaz para a operação segura dessas instalações", disse.

Comentários

Últimas notícias