PANDEMIA

Na China, Xangai anuncia mais relaxamento de restrições por covid-19

A cidade de Xangai, na China, permitirá a retomada gradual de refeições na parte interna dos restaurantes em áreas de baixo risco e sem nenhuma disseminação em nível comunitário da covid-19

Marília Banholzer
Cadastrado por
Marília Banholzer
Publicado em 26/06/2022 às 18:29 | Atualizado em 26/06/2022 às 18:30
HECTOR RETAMAL / AFP
CONTROLE RÍGIDO Policiais fiscalizando acesso a distrito em Xangai - FOTO: HECTOR RETAMAL / AFP
Leitura:

*Da Estadão Conteúdo

A cidade de Xangai, na China, permitirá a retomada gradual de refeições na parte interna dos restaurantes, a partir do dia 29, em áreas de baixo risco e sem nenhuma disseminação em nível comunitário da covid-19, informou neste domingo o governo local, de acordo com a Reuters.

A cidade levantou um lockdown de dois meses em 1º de junho, mas desde meados de março muitos estabelecimentos não podem oferecer refeições em salões fechados. Xangai não registrou casos localmente transmitidos de covid-19 em 24 de junho e 25 de junho.

A agência estatal Xinhua, porém, informava que neste domingo (26) foram registrados dois casos assintomáticos da doença em Xangai, segundo a autoridade municipal de saúde. As duas pessoas foram enviadas a hospitais e estão em observação, segundo o veículo oficial chinês.

Na Argentina, balanço semanal deste domingo mostrou queda no número de casos da doença registrados no país, mas alta nas mortes, ante a semana anterior. De acordo com o jornal Clarín, foram 54 mortes pela doença e 25.680 casos confirmados na última semana.

Comentários

Últimas notícias