polícia

Empresário é preso suspeito de liderar grupo responsável por roubo de combustível em Pernambuco

O chefe do grupo, um empresário acusado ainda de sonegar R$ 7 milhões em impostos, foi preso em um condomínio de luxo de Serrambi

JC
JC
Publicado em 08/04/2020 às 14:15
Notícia
Foto: Pixabay
O grupo roubava cargas de combustível e as distribuía em postos de gasolina do Estado. - FOTO: Foto: Pixabay
Leitura:

Um empresário foi preso na manhã desta quarta-feira (8) suspeito de liderar grupo responsável por roubar cargas de combustível e distribuí-las em postos de gasolina de Pernambuco.

O homem de 41 anos foi capturado por volta das 6h, em um condomínio de luxo na praia de Serrambi, no Litoral Sul do Estado, e foi autuado na Delegacia de Polícia Civil do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife.

>> Grupo suspeito de sonegar mais de R$ 7 milhões é alvo de operação

>> Coronavírus: Estado já atuou em 25 mil denúncias de desobediência ao isolamento social

Agentes do 18º Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) cumpriram o mandado de prisão preventiva da Justiça Estadual, emitido em dezembro. O empresário, apontado como chefe da quadrilha, ainda é suspeito de comandar esquema de de sonegar pelo menos R$ 7 milhões em impostos.

O caso vem sendo investigado pela Operação Reditus, deflagrada em dezembro de 2019, que já prendeu quatro suspeitos. Os esforços envolveram as Secretarias de Defesa Social (SDS) e da Fazenda (Sefaz) de Pernambuco e o Ministério Público (MPPE). Os setores de Inteligência das polícias Civil e Militar localizaram o homem após quatro meses de busca. Encontraram em sua posse celulares, computadores e outros aparelhos que serão periciados. A Sefaz também vai fazer uma auditoria para avaliar o quanto deixou de ser arrecadado pelos cofres públicos.

O coordenador de Administração Tributária da pasta, Anderson Freire, classificou a ação como emblemática, já que o setor de combustíveis é um dos que mais contribuem para o recolhimento de impostos em Pernambuco, gerando uma arrecadação de R$ 300 milhões por mês.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias