Covid-19

Pernambuco tem 50 mortes e 527 casos suspeitos de coronavírus aguardando resultado

Segundo o secretário André Longo, caso haja um processamento de testagem 'ótimo', em dois dias esse casos já terão sido averiguados

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 15/04/2020 às 18:19
Notícia
REPRODUÇÃO/YOUTUBE
Secretário André Longo fala sobre o número de casos aguardando testagem - FOTO: REPRODUÇÃO/YOUTUBE
Leitura:

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, informou na tarde desta quarta-feira (15) que o Estado tem 527 casos suspeitos de coronavírus aguardando testagem. Com 143 mortes confirmadas, até a tarde desta quarta, outros 50 óbitos aguardam averiguação, totalizando 577 testes pendentes. Segundo o secretário, pela capacidade atual, "em dois dias, com um processamento ótimo, a gente resolve". 

>> Coronavírus: "Amanhecemos o dia com 15 vagas de UTI", diz secretário sobre a alta ocupação de leitos

André Longo também falou sobre o número de vagas em unidades de terapia intensiva (UTI)."Nós estamos no nosso limite do trabalho no sentido da expansão de leitos de UTI (unidade de terapia intensiva). É preciso que a população perceba isso. Hoje amanhecemos o dia com 15 vagas de UTI para a população", disse.

O secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, destacou os esforços para expandir a oferta de leitos na capital. Começou a funcionar nesta quarta, na Rua da Aurora, área central da capital pernambucana, um hospital provisório com capacidade para 160 leitos, desses, 100 será de UTI e 60 de enfermaria. "Uma operação que levaria meses para ficar pronta, está estimada para dias", celebrou. 

Assine a nova newsletter do JC e fique bem informado sobre o coronavírus

Todos os dias, de domingo a domingo, sempre às 20h, o Jornal do Commercio divulga uma nova newsletter diretamente para o seu email sobre os assuntos mais atualizados do coronavírus em Pernambuco, no Brasil e no mundo. E como faço para receber? É simples. Os interessados podem assinar esta e outras newsletters através do link jc.com.br/newsletter ou no box localizado no final das matérias.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em dezembro de 2019 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada

 

Comentários

Últimas notícias