meio ambiente

Cardume gigante de sardinha aparece na Bacia do Pina, no Recife

É a primeira vez em nove anos que um grupo desse tamanho é avistado na região

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 26/04/2020 às 20:28 | Atualizado em 28/04/2020 às 13:56
DIVULGAÇÃO
Grupo foi registrado na Bacia do Pina, próximo ao Cais de Santa Rita - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

 A aparição de uma mancha escura na Bacia do Pina, área de estuário no Centro do Recife, chamou atenção dos moradores do no bairro de Santo Antônio. Diferentemente do que se pode pensar à primeira vista, não se trata de óleo ou poluição, mas sim de um enorme cardume de sardinha.
De acordo com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SEMAS), é a primeira vez em nove anos que um grupo desse tamanho é avistado na região.

» Animais se reaproximam de centros urbanos e natureza dá sinais de recuperação durante quarentena do coronavírus

» Emissão de gases cai 15% em Pernambuco na quarentena do coronavírus, mas não é suficiente para mudar níveis de poluição

» Depois das chuvas, as borboletas: revoadas colorem ruas vazias do Recife

O secretário da pasta, José Bertotti, sugeriu que o aparecimento dos animais deve estar ligado à diminuição da presença do homem e de barcos, neste momento de distanciamento social causado pelo novo coronavírus.

Bertotti explica que esse é um fenômeno que vem se repetindo no mundo inteiro. Agora que a movimentação dos humanos tem reduzido, animais - os animais estão se aproximando das áreas urbanas e da costa.

Biólogo e professor da Universidade Estadual de Pernambuco (UPE), Clemente Coelho falou à Semas que o movimento dos peixes, que nadaram por horas perto do calçadão, sugere que eles estavam fugindo de algum predador natural - provavelmente outros peixes como o camurupim e o camurim, que habitam a região.

Comentários

Últimas notícias