GRANDE RECIFE

Aglomeração e falta de fiscalização ainda é o quadro na periferia de Olinda em meio ao lockdown

Município já registrou 1.734 casos e 125 mortes pelo novo coronavirus

JC
JC
Publicado em 20/05/2020 às 10:47
Notícia
Wellington Lima
Fila nas lotéricas no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife - FOTO: Wellington Lima
Leitura:

No bairro de Águas Compridas, em Olinda, o cenário não é o de uma pandemia que matou 1.741 pessoas só em Pernambuco, até essa terça-feira (19), segundo boletim da Secretaria de Saúde do Estado. A repórter Isa Maria, da TV Jornal, flagrou centenas de pessoas nas ruas na manhã desta quarta-feira (20), muitas sem máscaras. Só em Olinda, já foram registrados 1.734 casos e 125 mortes causadas pelo novo coronavírus.

O município foi um dos cinco do Grande Recife (Recife, Camaragibe, São Lourenço da Mata e Jaboatão dos Guararapes) a receber medidas mais restritivas de quarentena, proibindo a circulação de pessoas e veículos, com exceção de trabalhadores de serviços essenciais.

Nessa terça, Olinda apresentou reclusão de 54%, ficando atrás apenas do Recife no Estado. Os dados são divulgados no Painel Índice de Isolamento Social do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), feito em parceria com a empresa de tecnologia In Loco e podem ser conferidos pelos cidadãos.

Wellington Lima
Fila nas lotéricas no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife - Wellington Lima
Wellington Lima
Fila nas lotéricas no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife - Wellington Lima
Wellington Lima
Fila nas lotéricas no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife - Wellington Lima
Wellington Lima
Fila nas lotéricas no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife - Wellington Lima
Wellington Lima
Fila nas lotéricas no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife - Wellington Lima

Na Estrada do Caenga, foi encontrado um ponto de bloqueio da operação quarentena. No entanto, comerciantes que não atuam com serviços essenciais funcionavam tranquilamente mesmo com a presença de policiais militares, que deixaram o local antes da equipe de reportagem ir embora.

Havia aglomeração de pessoas na fila próxima à casa lotérica do bairro, sem o distanciamento indicado de no mínimo dois metros para conter a covid-19.

Nenhum ponto de bloqueio foi visto no caminho entre Águas Compridas e da avenida Presidente Kennedy, em Peixinhos.

A falta de fiscalização também foi notada em Bairro Novo, apesar do fluxo de carros parecer menor.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias