Meio Ambiente

Fernando Noronha inicia protocolo para abertura do Parque Nacional Marinho

A primeira praia a ser liberada será a do Sueste

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 27/05/2020 às 15:00
Notícia
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Parque Nacional de Fernando de Noronha está fechado desde o dia 17 de março - FOTO: Foto: Arquivo/Agência Brasil
Leitura:

O Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), responsável por cuidar de todas as unidades federais de conservação do País, deu início ao protocolo para abertura de área do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha. A primeira praia a ser liberada será a do Sueste. Devido a pandemia do novo coronavírus, a reserva está fechada desde o dia 17 de março.

Em entrevista concedida à rádio FM Noronha, nesta quarta-feira (27), o chefe da ICMBio em Noronha, João Rocha, informou que na segunda-feira (25) o Instituto se reuniu com representantes da EcoNoronha e juntos decidiram fazer a abertura gradual do Parque Nacional.

"Para conseguir abrir o parque por completo vai demorar um pouco, mas neste momento estamos com foco na praia do Sueste, porque o local é mais acessível para o nosso trabalho e conseguimos colocar fiscal para manter um controle", declarou na entrevista.

Sobre a abertura de outras praias, o chefe da ICMBio comentou que a abertura ainda se encontra em processo de avaliação, já que elas exigem a criação de novos protocolos.

"Se a gente não tiver um protocolo eficaz, como limpeza do local e fluxo de pessoas e outros, a gente vai acabar tendo uma aglomeração de pessoas e não podemos criar uma área de contaminação", declarou.

O chefe do ICMBio afirmou que o protocolo tem previsão de ser concluído até o final desta última semana de maio, mas que ainda não há data para reabertura do parque.

Flexibilização de acesso às praias

Após o número de casos de coronavírus em Fernando de Noronha ser zerado, desde essa segunda-feira, os moradores da ilha podem frequentar as praias, entre as 8h às 16h. No entanto, além do horário, há regras implantadas pela administração.

Estão permitidas atividades individuais físicas e náuticas (como natação e surf) e prática de esportes com até quatro pessoas - contanto que sem contato físico. Também está proibido o consumo de bebidas alcoólicas, atividades comerciais, aglomerações com mais de cinco pessoas, uso de guarda-sóis e de toldos.

Por meio da assessoria de imprensa, a Administração do arquipélago lembrou para que se mantenha o distanciamento físico de dos metros entre as pessoas, e alertou que, se houver descumprimento das orientações, as praias podem voltar a ser interditadas.

A administração foi a primeira a decretar quarentena, no dia 20 de abril. A circulação de pessoas já havia sido flexibilizada no dia 10 de maio, quando todos as 28 pessoas que se infectaram com o novo coronavírus até então foram curadas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias