Dados

Com caso em Mirandiba, coronavírus atinge todos os municípios de Pernambuco

De acordo com o Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco (IRRD), Mirandiba, único município no estado até então sem casos de covid-19, registrou o primeiro neste sábado (27)

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 28/06/2020 às 18:50
Notícia
PIXABAY
Primeiro caso de covid-19 em Pernambuco foi confirmado no dia 12 de março, no Recife. Neste sábado, doença atingiu todos o estado - FOTO: PIXABAY
Leitura:

O município de Mirandiba, no Sertão de Pernambuco, que até então era o único município do estado que não possuía casos confirmados de covid-19, registrou o primeiro no último sábado (27), de acordo com o Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco (IRRD). Isso quer dizer que todos os municípios pernambucanos e o arquipélago de Fernando de Noronha já registraram ao menos um caso do novo coronavírus.

Iniciativa que reúne o Laboratório de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto (Geosere), da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), e o Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (LIKA), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o IRRD utiliza os dados da própria Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE). 

>> Governo de Pernambuco deve anunciar medidas mais rígidas para o Sertão após aumento de casos de coronavírus

Os dados do sábado (27) mostraram que, do total de 57.089 casos confirmados, a Região Metropolitana registra 64,74% deles. Agreste e Zona da Mata dividem percentual semelhante: 14,64% e 14,40%, respectivamente. Já o sertão acumula 4,25%, e a região do São Francisco, 1,75% dos casos. 


Segundo Jones Albuquerque, pesquisador do IRRD e do Lika, um cenário de todos os municípios com casos confirmados já era esperado. "Do ponto de vista epidemiológico, a gente espera que 60% a 70% da população pernambucana também seja contaminada. O que a gente está tentando evitar com todas essas medidas do governo é que todo mundo se contamine simultaneamente, porque isso é o que gera toda a onda de colapso. Por isso que, quando há um surto em qualquer lugar, a melhor medida tomada é tentar isolar", afirmou Jones. 

Caruaru (1.589 casos e 111 óbitos) é o epicentro da doença no Agreste atualmente. O município, assim como Bezerros e mais 83 cidades, não teve autorização para reabrir o comércio varejista e na sexta-feira (26) entrou em regime de quarentena rígida, sendo permitida a circulação de pessoas apenas para oferecer ou buscar serviços essenciais. 

>> Governo de Pernambuco deve anunciar medidas mais rígidas para o Sertão após aumento de casos de coronavírus

Esse cenário de interiorização da covid-19 no estado preocupa o Governo de Pernambuco, que está atento para os números no Sertão, principalmente em Petrolina, que registrou 602 casos e 25 óbitos neste sábado (27). "A covid-19 chega com mais força, neste momento, no Agreste, mas já dá sinais de que chegará ao Sertão. Nós provavelmente também teremos que adotar medidas para esta região nas próximas semanas", afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo, durante coletiva na sexta (26). 

Mirandiba

O município de Mirandiba teve um índice de isolamento social de 30,9% no sábado, o sexto pior entre os 185 municípios. Os dados são do Painel do Isolamento Social, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) em parceria com a In Loco. Esse índice fica muito abaixo do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de 70%.

 

O caso confirmado de covid-19 em Mirandiba, inclusive, é de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), considerado um caso grave, que demanda atendimento hospitalar. "A gente deveria ligar um alerta para esse município. Tem baixo isolamento e começou uma infeção medida. Sendo (caso) grave muito provavelmente tem mais gente infectada", afirmou Jones Albuquerque. 

O JC tentou entrar em contato com a Prefeitura de Mirandiba, mas não obteve retorno até a última atualização desta matéria. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias