religião

Sem procissão, Festa do Carmo 2020 acontece de forma diferente no Recife por conta do coronavírus

O decreto estadual que permitiu a reabertura de templos religiosos em 100 municípios, em 17 de junho, tornou possível a celebração. Veja o que vai mudar

JC
JC
Publicado em 29/06/2020 às 11:48
Notícia
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Em meio à pandemia do novo coronavírus, Festa do Carmo 2020 tem programação diferente - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações da TV Jornal

Pela primeira vez 324 em anos, a adorada imagem da Nossa Senhora do Carmo não vai às ruas do Recife no dia da santa, 16 de julho. Por razão da pandemia do novo coronavírus e do decreto estadual que proíbe aglomerações, a Basílica da Nossa Senhora do Carmo, no bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife, optou por fazer uma festa diferente em homenagem à Rainha de Pernambuco - com o tema 'Senhora do Carmo, Saúde dos Enfermos' e lema: 'Oh! Mãe, cuida deste povo que é teu!'.

A virgem do Carmelo, como é chamada, foi elevada à padroeira do Recife e de Pernambuco sob demanda da população recifense e pernambucana, mas receberá a solenidade dos devotos sob novos protocolos. Além da suspensão da procissão, a programação deste ano foi reduzida de 100 a 55 celebrações ao longo de julho, e o público foi delimitado a apenas 120 pessoas dentro da Basílica - 30% da capacidade da igreja. O panorama contrasta com a festa do ano passado, que marcou o centenário da coroação canônica da santa e reuniu mais de um milhão de pessoas. 

>> Escapulário: a proteção que vem de Nossa Senhora do Carmo

>> Confira o especial Símbolos da Fé

A entrada nos eventos diurnos serão por ordem de chegada. Já para participar das liturgias de abertura, do novenário, da vésperas solenes e de encerramento, será preciso se inscrever previamente. Basta enviar uma mensagem no WhatsApp para(81) 99723.9140, com nome completo e número do RG.

Os fiéis que não puderem prestigiar pessoalmente vão poder acompanhar as liturgias pela internet: haverá transmissão ao vivo pelo canal do Youtube, pelo Facebook e pelos Instagram @basilicadocarmorecife e @tvcarmelo.

É por lá que se apresentarão os artistas Dudu do Acordeon, no dia 13 de julho, Irah Caldeira, em 14 de julho e o Padre Damião Silva, em 15 de julho, todos às 21h.

As adequações foram a maneira que a Província Carmelitana Pernambucana encontrou de fazer acontecer a cerimônia dedicada à Rainha dos enfermos em meio ao contexto de crise sanitária. Segundo o reitor da Basílica, frei Rosenildo Alexandre, até meados de junho não se pensava que a festa seria realizada.

A Arquidiocese de Recife e Olinda havia suspendido, no dia 18 de março, as missas presenciais. Foi a publicação do decreto estadual que permitiu a reabertura de templos religiosos em 100 municípios, em 17 de junho, que tornou possível o planejamento da celebração. A Basílica retomou as atividades nesse domingo (28).

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Em meio à pandemia do novo coronavírus, Festa do Carmo 2020 tem programação diferente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Em meio à pandemia do novo coronavírus, Festa do Carmo 2020 tem programação diferente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Em meio à pandemia do novo coronavírus, Festa do Carmo 2020 tem programação diferente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Em meio à pandemia do novo coronavírus, Festa do Carmo 2020 tem programação diferente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Em meio à pandemia do novo coronavírus, Festa do Carmo 2020 tem programação diferente - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

 Mesmo com a tristeza em ver fazer uma festa tão menor, o reitor defende a importância dos cuidados para evitar a transmissão da covid-19. “A gente tem rezado e tem sofrido muito diante dessa pandemia, por ver as pessoas chorando por não poder participar, pelos idosos que se sentem nesse momento escanteados. No entanto, a gente não pode fingir a indiferença à pandemia”, falou.

Apesar do momento que o mundo atravessa, ele confia nos tempos melhores que vêm pela frente. “Acredito que vamos tirar coisas boas para a nossa vida, para nossa perspectiva enquanto trabalho, enquanto pessoa. A gente passava a vida inteira buscando o supérfluo, e hoje a gente fica com o necessário”, disse.

E deixou uma mensagem de fé: “A gente fica muito triste, mas esperançoso, porque isso vai passar. A gente acredita muito na frase de Santa Tereza: tudo passa, e só Deus basta. Então ficamos com Deus e com Nossa Senhora do Carmo, nessa perspectiva de uma mudança”, declarou.

Programação

A Live Musical Mariana, transmitida às 19h30 na quarta-feira (1º) pelas mídias sociais, marca o início das festividades. 

As celebrações eucarísticas começam no dia 6 de julho, a partir das 7h. A missa solene de abertura do novenário será às 10h, com o hasteamento da bandeira da festa, ornada com a imagem da santa, em seguida.

Haverá ainda mais três missas, às 12h e às 15h. A primeira novena é celebrada às 19h, horário em que segue até o dia 14 de julho. 

Até lá, as missas acontecerão nos mesmos horários: 7h, 10h, 12h e 15h. No dia 15 de julho, a celebração vésperas solenes será celebrada às 19h.

O dia Nossa Senhora do Carmo, 16 de julho, terá cinco missas. As cerimônias começam logo cedo, às 5h e às 8h. Às 10h, é hora da Santa Missa Solene de Encerramento, presidida pelo arcebispo dom Fernando Saburido. Depois, retomam às 13h e às 16h. 

A Prefeitura do Recife prestará apoio nos dias de festividade; agentes da Autarquia de Trânsito e Transporte (CTTU) vão realizar trabalho de orientação no local, e a secretaria de Controle Urbano vai auxiliar na organização nas filas de entrada no santuário.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias