Livres

Répteis são devolvidos à natureza pela CPRH

No total foram 18 animais, entre eles, sete jacarés-do-papo-amarelos (Caiman latirostris) e dois da espécie coroa (Paleosuchus palpebrosus), além de três cobras corais, cinco jiboias e uma papa-ovo

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 19/06/2020 às 19:00
Notícia
DIVULGAÇÃO
CPRH devolve à natureza 18 répteis resgatados na Região Metropolitana do Recife - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Enquanto humanos precisam ficar de quarentena, em casa, para diminuir a transmissão do novo coronavírus (covid-19), pelo menos 18 répteis puderam ser devolvidos à natureza na tarde da última quinta-feira (18) por técnicos da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH).

Ao todo, sete jacarés-do-papo-amarelos (Caiman latirostris) e dois da espécie coroa (Paleosuchus palpebrosus), além de três cobras corais, cinco jiboias e uma papa-ovo foram soltos na natureza, segundo o órgão.

A devolução foi feita em uma área de mata dentro de uma Unidade de Conservação Ambiental, no município de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. A Unidade é administrada pela CPRH.

>> Parque das Aves libera 300 periquitos em novo viveiro e se prepara para presentear visitantes após crise do coronavírus

Antes de serem libertos, os animais tiveram que passar por um período de readaptação no Centro de Triagem de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara). O gestor do Cetas Tangara, Yuri Valença, lembrou que a soltura dos répteis foi realizada em conjunto o Laboratório Interdisciplinar de Anfíbios e Répteis (LIAR/UFRPE).

“Essa quantidade de jacarés se deve principalmente ao período chuvoso, pois ocorre o transbordamento de água em rios e em outros espaços, como os canais, e os animais saem para explorar novos ambientes. Os córregos, por exemplo, há alguns anos, dividia ambientes. Em muitas áreas foram erguidas construções, junto aos córregos. Por isso, o aparecimento desses animais, nas ruas e residências" , explicou Yuri Valença.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias