DOAÇÃO

Ambulantes de praia recebem cestas do IJCPM

Foram doadas cestas básicas para ambulantes cadastrados no Instituto JCPM de Compromisso Social e que moram no Pina e em Brasília Teimosa

JC
JC
Publicado em 17/07/2020 às 16:06
Notícia
DIVULGAÇÃO
Já foram distribuídas 23 mil cestas básicas em quatro Estados onde o Grupo JCPM tem atuação - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Os ambulantes de praia certamente estão entre os mais prejudicados com a perda de mercado devido à pandemia. A proibição de venda de itens vem deixando muitos sem alternativa de sustento durante meses. Diante desse cenário, o Instituto JCPM de Compromisso Social realiza, nesta sexta-feira (17), a doação de cestas básicas para ambulantes cadastrados no Instituto e que moram no Pina e em Brasília Teimosa para ajudar esse público enquanto a retomada das vendas do setor não acontece.

Bárbara Sena, 30 anos, atua desde 2012 com comércio ambulante na praia do Pina. “Vendo cachorro-quente, espetinho, água, refrigerante e cerveja. O que tem me ajudado nesse período é o auxílio do Governo Federal. Minha renda normalmente já varia muito. E ficar parada me deixou sem nada”, comenta a comerciante. A expectativa dela é de retornar ao trabalho no final do mês ou início de agosto, caso o Governo libere a volta ao trabalho desse setor. “A situação já estava muito difícil antes da pandemia. Muitas vezes, eu nem conseguia chegar a um salário mínimo”, lamenta a jovem.

Ao longo da pandemia, cujos indicadores sociais se agravaram a partir de março e abril, com o fechamento de comércio e suspensão de outras atividades, o Instituto fez adequações ao seu trabalho – até então mais focado em elevar o nível educacional da juventude de periferia – e passou a auxiliar as famílias que vivem em condições adversas com necessidades básicas, como doação de alimentos. “Os ambulantes entraram agora na lista de público beneficiado diante da gravidade da situação em que se encontram. São muitos dias sem qualquer possibilidade de renda”, comenta a coordenadora de Desenvolvimento Social do Grupo, Fábia Siqueira.

DIVULGAÇÃO
A proibição de venda de itens deixou muitos ambulantes sem alternativa de sustento durante meses - DIVULGAÇÃO

Já foram distribuídas 23 mil cestas básicas em quatro Estados onde o Grupo JCPM tem atuação (Pernambuco, Sergipe, Bahia e Ceará), beneficiando entre os públicos as famílias dos jovens matriculados nos cursos, moradores das palafitas do Recife, pescadores do Pina, entidades sociais, cooperativas de taxistas, e muitos outros setores que precisam de ajuda.

O Grupo também realizou a doação de respiradores, contribuiu com a retomada do Hospital Alfa, doação de recursos para pesquisas envolvendo a Covid-19, doação de 33 mil máscaras, instalou internet na casa de jovens para permitir a continuidade dos estudos, instalou coletores de lixo biológico para evitar a contaminação através do descarte de máscaras.

DIVULGAÇÃO
A proibição de venda de itens deixou muitos ambulantes sem alternativa de sustento durante meses - FOTO:DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas notícias