RESPONSABILIDADE SOCIAL

IJCPM lança Internet em Casa para apoiar estudantes de periferias durante pandemia

Projeto já instalou rede de internet em 15 residências de jovens atendidos pelo instituto

Amanda Rainheri
Amanda Rainheri
Publicado em 03/07/2020 às 12:49
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
O Instituto JCPM está instalando Internet, com o uso de roteadores, na casa dos jovens que fazem parte do programa do instituto. - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Maria do Carmo Alcântara sonha em ser cientista da computação. A paixão pela área foi despertada durante o curso de programação de jogos e aplicativos que fez durante os quatro anos em que é aluna do Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM). Nesse período, também fez pré-vestibular, robótica e Jovem Aprendiz na instituição, que proporcionou sua primeira experiência no mercado de trabalho. Agora, graças a outra iniciativa do instituto, ela está um passo mais próxima de realizar o sonho da graduação. Maria é um dos 15 jovens beneficiados pelo projeto Internet em Casa, que leva conexão de internet a jovens de comunidades, para que tenham acesso à educação a distância.

>> Jovens do IJCPM doam cestas básicas a famílias de Brasília Teimosa afetadas pela pandemia do novo coronavírus

>> Campanha Atitude Cidadã entrega 4 mil máscaras e cem protetores faciais

>> IJCPM instala pontos de coleta de máscaras em comunidades

"Moro em uma casa pequena e somos em nove pessoas. Não tínhamos condições de pagar internet", conta Maria, que tem 19 anos e vive em Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife. Sem acesso à rede, ela recorria a livros emprestados para poder estudar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). "Também usava internet emprestada dos vizinhos, mas era complicado, porque muitas vezes não pegava. A partir de agora vai ser mais simples, não preciso ir para a rua para pegar sinal de internet, vou poder estudar na minha própria casa e ter acesso a vários conteúdos", comemora. 

A iniciativa também beneficiou Lucas Gabriel dos Santos, de 16 anos. Morador do Pina, também na Zona Sul, ele é aluno do IJCPM desde o início de 2020. Cursando o segundo ano do ensino médio na Escola Estadual Assis Chateaubriand, ele estava sem acesso à internet e às aulas remotas que a instituição de ensino tem oferecido. "Agora vou poder estudar, ver as atividades, assistir videoaulas, vídeos e poder realizar atividades de lazer", afirmou.

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
O Instituto JCPM está instalando Internet, com o uso de roteadores, na casa dos jovens que fazem parte do programa do instituto. - BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

Coordenador de projetos sociais do IJCPM, Carlos Duarte conta que a iniciativa se deu após um levantamento entre os 618 jovens atendidos pelo instituto, que mostrou que 15 não tinham acesso à internet. "Para esses, o IJCPM resolveu disponibilizar rede em casa. Contratamos uma empresa local, que fez a instalação de internet de fibra com roteador e uma boa velocidade, para que os jovens pudessem utilizar a internet com qualidade." O gestor salienta que esta é uma forma de diminuir as desigualdades sociais. "Alguns desses jovens ainda estão estudando na rede pública, por isso é interessante que eles tenham acesso amplo à rede, não apenas para realizar as atividades do instituto. Eles poderão assistir aulas e ter acesso a conteúdos que aumentam o leque de informações e diminui o hiato da diferença social."

O IJCPM atua em seis unidades localizadas em quatro Estados e atende 1,7 mil jovens neste primeiro semestre de 2020. Com a chegada da pandemia do novo coronavírus e a necessidade do distanciamento social, o instituto precisou adaptar as atividades para atender através da internet. Em Pernambuco, segundo Carlos Duarte, as aulas remotas acontecem nas áreas de comunicação, reflexões numéricas e inglês.

BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
O Instituto JCPM está instalando Internet, com o uso de roteadores, na casa dos jovens que fazem parte do programa do instituto. - FOTO:BOBBY FABISAK/JC IMAGEM

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias