COVID-19

Ouricuri e Araripina terão lockdown a partir de sexta-feira

Os municípios apresentaram aumento no número de casos do novo coronavírus

Amanda Rainheri
Cadastrado por
Amanda Rainheri
Publicado em 04/08/2020 às 17:36 | Atualizado em 07/08/2020 às 7:55
PEDRO MENEZES/DIVULGAÇÃO
Secretários de Saúde do Recife, Jailson Correia (esquerda), e de Pernambuco, André Longo (direita) - FOTO: PEDRO MENEZES/DIVULGAÇÃO
Leitura:

Atualizada às 07h55 do dia 7 de agosto de 2020

Após o avanço dos casos do novo coronavírus (covid-19), dois municípios localizados no polo gesseiro do Estado recuarão no Plano de Convivência com a Covid-19 , estabelecido pelo Governo de Pernambuco. A partir de sexta-feira (7), os municípios de Ouricuri e Araripina, no Sertão do Araripe, adotarão medidas de isolamento mais rígidas para combater a disseminação do vírus, a exemplo do que já foi feito em cidades da Região Metropolitana do Recife e do Agreste pernambucano. Pernambuco registrou 432 novos casos e 59 óbitos causados pela covid-19 nas últimas 24 horas. No total são 98.833 casos confirmados, além de 6.717 mortes.

>> Painel mostra dados do novo coronavírus em Pernambuco

>> População desrespeita normas em primeiro dia de reabertura de praças e parques em Caruaru

>> Prefeitos de Pernambuco defendem retomada das aulas presenciais só em 2021

O lockdown se estenderá até o dia 16 de agosto. Os municípios, que estavam na Etapa 4 do plano, voltarão para a Etapa 2, em que apenas os serviços considerados essenciais têm autorização para funcionar. 

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a 4ª Macrorregião, da qual faz parte o Sertão do Araripe, tem liderado a requisição de leitos de UTI para o combate à covid-19. De acordo com André Longo, secretário de Saúde de Pernambuco, dos 134 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) registrados na localidade na semana passada, 77 estão na 9ª Gerência Regional de Saúde (Geres), que compreende os dos municípios. “Com relação aos casos na semana passada, foram 134 ocorrências de SRAG, sendo quase 60% na nona Geres, que compreende os municípios do Araripe”, explicou Longo. Juntas, as duas cidades concentram 70% de todos os casos da regional, com 52 confirmações na última semana.

O isolamento social mais rígido já foi adotado em outras cidades do Estado, em outros momentos da pandemia. "Ficar em casa e adotar atitudes de prevenção são as orientações para aquela região. As medidas rígidas de isolamento provaram sua eficiência tanto no Grande Recife quanto no Agreste. Tenho certeza de que em Araripina e Ouricuri o engajamento da sociedade não será diferente", apostou Longo. O secretário também destacou que existem 82 leitos dedicados à covid-19 nesses dois municípios, sendo 20 de terapia intensiva.

Em nota, a prefeitura de Araripina informou que cumprirá as determinações do Governo do Estado. O comunicado diz que as medidas anunciadas "coincidem com outras adotadas desde sexta-feira passada (31), quando a prefeitura determinou medidas mais restritivas como o toque de recolher após as 21h, a proibição de venda de bebida alcoólica e intensificação na fiscalização dos estabelecimentos." A nota alerta ainda para a alta taxa de ocupação de leitos intermediários para Srag e dos leitos de UTI instalados no Hospital Santa Maria, mas não detalha os números. Até esta terça-feira (4), Araripina tinha 768 casos confirmados da doença, outros 139 em investigação e 16 óbitos.

A reportagem procurou a Prefeitura de Ouricuri na noite desta terça-feira, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria. De acordo com o último boletim divulgado pelo município, Ouricuri tem 265 casos confirmados , 157 recuperados e 8 óbitos por covid-19.

Veja todas as regras do lockdown:

Uso de máscaras

- Permanece obrigatório o uso de máscara para pessoas que tenham que sair para buscar ou oferecer produtos e serviços essenciais

Quarentena

- As pessoas que tenham ou tiverem contato com pessoas diagnosticadas com covid-19, com exceção dos profissionais de saúde e de segurança pública, deverão cumprir quarentena domiciliar de 14 dias, independentemente de aparecimento de sintomas, mantendo a rotina de trabalho remoto sempre que possível

ATIVIDADES ESSENCIAIS E AGLOMERAÇÃO DE PESSOAS

São permitidos:

- Os estabelecimentos autorizados a funcionar devem obedecer às regras de uso obrigatório de máscaras, de higiene, de quantidade máxima e de distanciamento mínimo entre as pessoas, inclusive em filas de atendimento internas e externas

- Funcionamento de supermercados localizados em shoppings, desde que possuam acesso externo e independente

- Abertura de shopping centers e similares para o atendimento, pelas agências da Caixa Econômica Federal neles localizadas, exclusivamente aos beneficiários do auxílio emergencial

- Realização dos treinos e jogos de futebol profissional, sem abertura ao público

Ficam suspensos:

- Funcionamento dos estabelecimentos comerciais e prestadores de serviço, com exceção daqueles que exercem as atividades essenciais

- Funcionamento dos estabelecimentos de salão de beleza, barbearia, cabeleireiros e similares

- Eventos de qualquer natureza com público

- Funcionamento dos shopping centers e similares, inclusive dos restaurantes, lanchonetes, sendo permitido apenas o funcionamento para entregas em domicílio ou em ponto de coleta 

Permanecem suspensos:

- Prestação dos serviços de mototáxi

- Funcionamento dos clubes sociais

- As atividades dos centros de artesanato, museus e demais equipamentos culturais

- Atendimento ao público em restaurantes, lanchonetes, bares e similares, sendo permitido apenas o funcionamento para entrega em domicílio e como pontos de coleta, com exceção para os restaurantes para atendimento exclusiva a caminhoneiros

- Atividades de todas as academias de ginástica e similares, bem como jogos e partidas de futebol, cinemas e teatros

- Concentração de pessoas no mesmo ambiente em número superior a 10, com exceção para o caso de atividades essenciais ou cujo funcionamento esteja autorizado 

Comentários

Últimas notícias