REGIÃO METROPOLITANA

Durante fiscalização em bares e restaurantes do Grande Recife, Procon interdita estabelecimento no Cordeiro

Pelo menos 12 estabelecimentos, RMR foram fiscalizados pelo Procon Pernambuco na noite dessa sexta-feira (21)

JC
JC
Publicado em 22/08/2020 às 13:07
Notícia
HEUDES RÉGIS/SEI
DE OLHO NA COVID André Longo apela que pessoas não descuidem - FOTO: HEUDES RÉGIS/SEI
Leitura:

Pelo menos 12 estabelecimentos, entre bares e restaurantes do Recife e Região Metropolitana foram fiscalizados pelo Procon Pernambuco na noite dessa sexta-feira (21). Durante a ação um bar foi interditado por descumprir as normas sanitárias estabelecidas pelo Governo de Pernambuco em meio à pandemia do novo coronavírus, segundo balanço divulgado pelo órgão neste sábado (22).

» Pernambuco confirma mais 596 casos de coronavírus e 29 óbitos pela doença nas últimas 24 horas

O bar Vapor 82, no bairro do Cordeiro estava com aglomeração, diversas pessoas sem máscara e aberto após às 22h, horário limite para funcionamento permitido pelas autoridades estaduais. Segundo o Procon, durante toda a semana, o órgão recebeu denúncias contra o estabelecimento.

Com apoio da Polícia Militar, os fiscais do Procon Pernambuco chegaram ao bar por volta das 23h. A cena encontrada era totalmente contrária ao que o plano de convivência com a covid-19 no Estado. Com a chegada da equipe, os clientes tiveram que pedir a conta e o bar foi interditado por tempo indeterminado. “As fiscalizações serão ainda mais duras se os estabelecimentos não cooperarem. As denúncias estão chegamos e nós vamos apurar”, afirma o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Durante as fiscalizações, além de verificar os protocolos de higiene, distanciamento social, utilização de máscaras e cumprimento de horários, também são observados artigos do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Os pernambucanos que presenciarem algum tipo de irregularidade podem fazer vídeos, fotos e enviar para o Procon-PE. O WhatsApp do órgão é o (81) 3181.7000.

Bar diz que chamou PM para dispersar público

Ao JC, o dono do bar Vapor 82, Felipe Batista, disse seguir os protocolos de segurança e que acionou a Polícia Militar para dispersar público presente do lado de fora de seu estabelecimento. “Mostrei para o Procon que solicitei à Polícia Militar, por duas vezes, para tentar dispersar esse pessoal. Na área interna, mantive as mesas distantes e 50% da capacidade. Encerrei às 21h20 as contas dos clientes, o que foi constatado pela equipe de fiscalização”, contou o empresário. 

Ele afirmou ainda que reconhece que vivemos um momento complicado por causa da pandemia, mas reforçou que não tem controle sobre a área externa. “É uma situação muito complicada para nós que somos proprietários, por se tratar de um bar aberto, de esquina. Não tenho controle da área externa”, completou Batista.

Pandemia em Pernambuco

Mais 596 casos e 29 óbitos pela covid-19 foram confirmados em Pernambuco, neste sábado (22) pela Secretaria Estadual de Saúde. Com isso, o estado passou a contar com 118.027 confirmações e 7.364 mortes pela doença ao todo desde o começo da pandemia, em março.

Do total de casos confirmados, 44 (7%) foram diagnosticados como graves, que desenvolveram Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e os outros 552 (93%) como leves, ou seja, os pacientes não demandaram internamento hospitalar e já estavam na fase final da doença ou curados. Com relação ao número total de casos, 25.111 foram considerados graves e 92.916 leves.

As mortes confirmadas nas últimas 24 horas ocorreram desde o dia 24 de abril, em que 12 (41%) aconteceram nos últimos três dias: quatro nessa sexta (21), cinco na quinta-feira (20) e três na quarta (19). Outros 17 óbitos (59%) ocorrem entre os dias 24 de abril e 18 de agosto.

DIVULGAÇÃO
Bar interditado descumpria todos os protocolos definidos pelo governo de Pernambuco, segundo o Procon-PE - FOTO:DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas notícias