SERTÃO

Homem morre após ataque de abelhas no centro de Petrolina

Segundo o Corpo de Bombeiros, as abelhas são da espécie italiana

Carolina Fonsêca
Cadastrado por
Carolina Fonsêca
Publicado em 14/09/2020 às 17:56 | Atualizado em 15/09/2020 às 14:26
REPRODUÇÃO/WHATSAPP
Uma mulher foi atacadas por centenas de abelhas e socorrida por pessoas que estavam no local. - FOTO: REPRODUÇÃO/WHATSAPP
Leitura:

 Atualizada às 19h27

*Com informações do repórter Marco Aurélio, da Rádio Jornal de Petrolina

Um enxame atacou moradores de Petrolina, nesta segunda-feira (14), ao atacar pedestres e motoristas que circulavam pelo centro da cidade e causar a morte de um homem, nas imediações do Cemitério Municipal. A vítima ainda não foi identificada, mas as primeiras informações afirmam que ele estava coberto de esporões das abelhas. 

“O Resgate de abelhas só pode ser realizado à noite, acreditamos que alguém mexeu nesse enxame, pois já estavam atacando pessoas que passavam pelo local, infelizmente uma pessoas veio à óbito”. informou o diretor presidente da Agência de Vigilância Sanitária de Petrolina, Marcelo Gama.

Ainda de acordo com Gama, a normalidade será devolvida à região onde o enxame foi encontrado apenas na terça-feira (15).

Quem passava pelo local sequer notava a presença das abelhas, até que sentisse os ataques. Segundo o Corpo de Bombeiros, que foi acionado para a ocorrência, as abelhas são da espécie italiana. 

"Ao chegar no local, nossa equipe tratou logo de afastar o máximo de pessoas que estavam na área e estabelecer um perímetro de segurança. Apesar da falta de compreensão da população, que não estava colaborando com trabalho da nossa equipe, o pessoal conseguiu estabelecer esse perímetro e evitou novos ataques. Por volta das 17h45, uma equipe da prefeitura, S.O.S Abelhas, chegou ao local e identificou o possível ponto de onde partiram as abelhas, tomando as medidas necessárias para verificar o que será possível fazer para evitar novos ataques", disse o tenente coronel Luciano, comandante do 4º grupamento de bombeiros. 

Motoristas e motociclistas chegaram a abandonar os seus veículos e saíram correndo. Uma mulher atacada pelas abelhas precisou de ajudar, as pessoas utilizaram um extintor de incêndio para afastar os insetos. Ela recebeu centenas de ferroadas, principalmente na região do pescoço, e recebeu os primeiros atendimentos de comerciantes da área. 

Comentários

Últimas notícias