DESAPARECIDO

Bombeiros buscam adolescente desaparecido após pular de ponte na Zona Oeste do Recife

O menino, que teria 15 anos, desapareceu na tarde da quinta-feira (17)

Vanessa Moura Com informações da TV Jornal
Vanessa Moura
Com informações da TV Jornal
Publicado em 18/09/2020 às 9:35
Notícia

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - FOTO: BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Leitura:

matéria atualizada às 14h40.

O Corpo de Bombeiros retomou, na manhã desta sexta-feira (18), buscas no rio Capibaribe afim de encontrar adolescente que desapareceu após pular a Ponte Gilberto Freyre, localizada no bairro de Afogados, Zona Oeste do Recife. Em um bote, equipe de salvamento da corporação vasculhou toda a área onde a vítima, um menino de 15 anos, foi visto com vida pela última vez. 

Por volta do meio-dia, as buscas foram pausadas e serão retomadas às 15h, segundo o Corpo de Bombeiros. 

Veja imagens: 

BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM
Bombeiros reiniciam as buscas pelo menino que desapareceu após pular de ponte que liga o bairro de Afogados ao bairro da Imbiribeira - BRUNO CAMPOS/JC IMAGEM

O rapaz teria desaparecido desde a tarde da quinta-feira (17), entre 17h e 17h30, quando foi nadar com um grupo de aproximadamente 10 crianças e adolescentes. Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível observar o momento em que o menino pula no rio, e imediatamente aparenta estar se afogando. Neste momento, as demais crianças nadam em direção à margem, e o menino afunda. 

Pela manhã, enquanto os bombeiros realizavam as buscas, familiares do garoto acompanhavam a realização dos trabalhos, mas optaram por não gravar entrevista. Um homem, que também estava no local, e se dizia pai de um dos amigos da vítima, revelou que o menino aparecia com frequência nas proximidades da ponte, mas nunca pulava. 

"Eles jogavam bola e vinham pular daqui [da ponte], mas este menino nunca tinha pulado não", revelou. 

Familiares do garoto acreditavam em seu futuro brilhante no mundo dos esportes. Segundo eles, o menino já tinha sido vice campeão brasileiro de karatê, campeão pernambucano, e estava se preparando para o campeonato Sul Americano que acontece no final deste ano. O adolescente também brilhava nos campinhos, onde jogava futebol com os amigos.

De acordo com Ananias Farias, que é professor do garoto, apesar de tantas habilidades esportivas, ele não sabia nadar. "De repente os colegas pediram e ele só foi [pulou]. Ele treinava na Lagoa do Araçá, e na volta, encontrou outros meninos que não faziam parte do grupo de amigos dele, e os meninos estavam pulando, então ele resolveu pular, segundo os colegas dele", contou.

Ainda na tarde desta sexta, os Bombeiros permanecem realizando as buscas pelo garoto. O Chefe das Divisões Preventivas do Corpo de Bombeiros, Wever Monteiro, conversou com a reportagem da TV Jornal e contou sobre os trabalhos de mapeamento realizados pelas equipes. 

"Para realizar as buscas, a nossa unidade tática de mergulho vêm recebendo informações de populares, até porque a ocorrência é de ontem [quinta-feira, 17], quando a maré estava alta. Então pegando essas informações, nossos mergulhadores estão junto com um barco fazendo um trajeto para mapear a localidade e resgatar o corpo deste jovem", explicou. 

Ainda segundo ele, apesar das circunstâncias apontando o contrário, as equipes de salvamento não descartam a hipótese do menino ser encontrado com vida. "Se este corpo não ficou preso ele pode ter sido deslocado. Os bombeiros sempre trabalham na possibilidade de resgate e nós acreditamos até o último instante num desfecho positivo para esta história".

O chefe do efetivo ainda aproveitou o espaço e fez um alerta à população. "É importante que, em qualquer meio líquido, as pessoas evitem pular de uma estrutura que não conheçam, ainda mais de cabeça. Evite brincadeiras nestes locais, porque muitas vezes nós temos um universo desconhecido abaixo da água, como lama, vegetação, etc. É preciso ter cuidado, porque muitas vezes uma brincadeira pode acabar em uma tragédia, como aconteceu com o adolescente", disse. "As pessoas às vezes, por morarem na comunidade, acham que conhecem demais o rio. E é aí que elas se enganam. Você pode mergulhar num local, e, devido a correnteza, sofrer um acidente", completou o bombeiro. 

As buscas pelo adolescente permanecem por tempo indeterminado. A matéria deverá ser atualizada mediante novas informações. 


O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias