PANDEMIA

Pernambuco atinge 88% de ocupação nas UTIs da covid-19

O Estado registrou 1.236 novos casos da Covid-19 nesta terça-feira (08). Os 88% de ocupação da UTI estão na rede pública.

JC
JC
Publicado em 08/12/2020 às 20:24
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
A ocupação das UTIs da rede pública atingiu 88% nesta terça (08) - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Pernambuco registrou 1.236 novos casos da Covid-19 nesta terça-feira (08), segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde. Desse total, 44 pessoas (3,5%) apresentaram de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.192 (96,5%) casos leves. A ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da rede pública estadual atingiu 88% nesta terça-feira (08), quando foram confirmados laboratorialmente 16 novos óbitos (8 femininos e 8 masculinos).

>> Covid 19: Penambuco proíbe festas, shows e eventos de Natal e Ano Novo

A ocupação das UTIs da rede pública estadual vem ultrapassando os 80% desde a primeira quinzena de novembro e serve de sinal de alerta urgente, segundo os especialistas. No dia 1º de dezembro, essa taxa estava em 85%. No último dia 06, foi para 87%. A taxa de ocupação das UTIs não deveria ultrapassar os 60% para que haja segurança no tratamento da pandemia, de acordo com especialistas.

A alta de casos fez o governo do Estado suspender na segunda-feira (07) shows, festas e similares por tempo indeterminado em todo o Estado. Até então, estavam permitidos eventos que reunissem até 300 pessoas. Ocorreram muitas aglomerações por causa das eleições que aconteceram no dia 15 e 29 do mês passado. 

Agora, Pernambuco totaliza 192.397 casos confirmados da doença, sendo 28.347 graves e 164.050 leves. Os casos estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha. Desse total, 169.129 pacientes se recuperaram da doença; 18.046 eram pacientes graves que necessitaram de internamento hospitalar e 151.083 casos leves.

ÓBITOS

Os 16 novos óbitos anunciados nesta terça-feira foram registrados entre os dias 13 de outubro e 07 de dezembro e residiam dos municípios de Abreu e Lima (1), Brejo da Madre de Deus (1), Carpina (1), Feira Nova (1), Garanhuns (1), Iati (2), Itaquitinga (1), Olinda (3), Salgueiro (1), Sanharó (1), São José do Egito (1), Tacaratu (1), Terra Nova(1). Esses pacientes tinham idades entre 37 e 91 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (1), 40 a 49 (2), 50 a 59 (3), 60 a 69 (1), 70 a 79 (4) e 80 ou mais (5).

Entre os que faleceram, 10 tinham doenças pré-existentes, como doença cardiovascular (6), diabetes (4), hipertensão (2), doença respiratória (1), obesidade (3), tabagismo (2). Só lembrando que um paciente pode apresentar mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação. No Estado, foram registradas 9.186 mortes provocadas pela doença.

 

 

 

(2)
- um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação.
Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até
agora, 23.411 casos foram confirmados e 41.613 descartados. As testagens entre os trabalhadores do
setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e
municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para
testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.


TESTES - Nesta terça-feira (08/12), o Estado de Pernambuco registrou a marca 806,4 mil testes
realizados pela população pernambucana para a detecção da Covid-19, entre redes pública e privada,
incluindo todos os tipos de teste (RT-PCR, rápidos e sorológicos).
Considerado padrão ouro para detecção do novo coronavírus, dos 401,5 mil testes de RT-PCR feitos
no Estado, 55% foram processados no Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (LacenPE), o que corresponde a 223,6 mil exames. Atualmente, Pernambuco ocupa a quinta colocação no
país entre os que mais fizeram esse tipo de exame, de acordo com a Plataforma Integrada de
Vigilância em Saúde (Ivis), do Ministério da Saúde.

Comentários

Últimas notícias