NOVAS RESTRIÇÕES

Covid-19: Pernambuco proíbe festas, shows e eventos de Natal e Ano Novo

A exceção é para casamentos, formaturas e eventos sociais similares, desde que cumpram os protocolos

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 07/12/2020 às 17:35
Notícia

PEDRO MENEZES/SEI
O secretário estadual de Saúde, André Longo, anunciou as novas restrições nesta segunda-feira (7) - FOTO: PEDRO MENEZES/SEI
Leitura:

Atualizada às 23h08 de 11.12.2020 

Com o aumento do número de casos da covid-19, o governo de Pernambuco decidiu proibir shows, festas e similares com ou sem cobrança de ingresso, independente do número de participantes. A exceção é para casamentos, formaturas e eventos sociais similares. O decreto publicado nessa terça-feira (8) impede também a realização de shows e festas de Natal e réveillon em espaços públicos ou privados, como condomínios, clubes, hotéis e estabelecimentos afins, com ou sem cobrança de ingresso.

>> Com terceira semana de aumento de casos, Pernambuco entra em tendência de crescimento da covid-19

>> Veja o que pode e o que não pode ser realizado conforme novo decreto sobre restrição de shows e festas em Pernambuco

>> Covid-19: Bares e restaurantes terão que fechar às 20h nas vésperas de Natal e réveillon em Pernambuco

"Novo decreto válido para todo o território de Pernambuco determina proibição de shows, festas e similares, com ou sem cobrança de ingresso, independente do número de participantes, com exceção de casamentos, formaturas e eventos sociais similares, desde que cumpridos os protocolos. Além disso, com base no atual momento epidemiológico, estamos proibindo a realização de shows e festas de Natal e réveillon, incluindo os realizados em espaços públicos, condomínios, clubes, hotéis e estabelecimentos afins, com ou sem cobrança de ingresso", explicou o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, em pronunciamento na tarde dessa segunda-feira (7).

As novas restrições vieram após o governo, ao aumentar a fiscalização, constatar que alguns estabelecimentos do setor não estavam cumprindo os protocolos necessários para evitar a transmissão da doença. Na madrugada do sábado (5), quatro bares localizados na Zona Sul e no Centro do Recife foram interditados.

"Intensificamos a fiscalização no último fim de semana e constatamos o descumprimento dos protocolos em alguns bares, restaurantes e clubes que promoveram festas e shows. A fiscalização, a partir de hoje, será ainda mais intensa, para coibir as situações de descumprimento dos protocolos e também para conscientizar a população", explicou Longo.

As ações de fiscalização incluem Procon-PE, Corpo de Bombeiros, Brigada Ambiental, Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) e, no Recife, também a Diretoria Executiva de Controle Urbano do Recife (Dircon).

"Se continuarmos a ver a recorrência do descumprimento de protocolos, ações mais duras poderão ser adotadas nestes setores de lazer e entretenimento", advertiu o secretário.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, reforçou que, até o momento, não há novas restrições previstas para outros setores.

"Em relação aos outros setores, por enquanto, continuam da forma que estão, com as capacidades já programadas, mas vamos dialogar para fazer a exigência dos protocolos. É muito importante seguir os protocolos nos três eixos: distanciamento social, higiene e comunicação e monitoramento. É fundamental o uso de máscara. Pedimos que empreendedores, cidadãos e funcionários sigam rigorosamente os protocolos estabelecidos para que a gente possa continuar a ter essas atividades funcionando", disse.

Veja o que pode e o que não pode ser realizado conforme novo decreto

O governo de Pernambuco divulgou, nesta sexta-feira (11), uma cartilha explicando os protocolos que devem ser seguidos com base no decreto que proíbe a realização de festas e shows em todo o Estado para tentar diminuir o índice de contaminação pela covid-19.

>> Com 1.945 novas confirmações, Pernambuco registra a maior média móvel de casos de covid-19 desde agosto

>> Com alta de casos de covid-19, Recife substitui queima de fogos e shows na orla por espetáculo de luzes no Ano Novo

>> Covid-19: Bares e restaurantes terão que fechar às 20h nas vésperas de Natal e réveillon em Pernambuco

Veja abaixo todos os detalhes e leia perguntas frequentes sobre o decreto

O que não está autorizado?

  • Shows, festas e similares, com ou sem comercialização de ingressos, em ambientes públicos ou privados, inclusive em clubes sociais e hotéis, independentemente do número de participantes.

O que está autorizado?

  • O funcionamento dos restaurantes, bares, lanchonetes e similares localizados no Estado de Pernambuco observadas as determinações constantes em Portaria Conjunta da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, desde que tenham todos os alvarás e licenças exigidas pela Prefeitura e Corpo de Bombeiros, entre outros, necessários a seu funcionamento;
  • A realização de casamentos, formaturas e eventos sociais similares, observada a limitação de 30% da capacidade do ambiente, com até no máximo 300 pessoas, bem como as normas sanitárias relativas a higiene, ao distanciamento mínimo e ao uso obrigatório de mascara, conforme protocolo específico editado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Estes eventos estão autorizados a acontecer apenas em locais e equipamentos preparados e autorizados pelos órgãos licenciadores para receber este tipo de atividade;
  • A realização de eventos corporativos e institucionais promovidos por pessoas jurídicas de direito público e de direito privado, para fins de reuniões, treinamentos, seminários, congressos e similares, limitados a 50% da capacidade do ambiente e no máximo 300 pessoas. (Decreto 49.055/2020, Art. 11º, § 4º-A);
  • As celebrações religiosas em igrejas, templos e similares. Esses estabelecimentos devem observar as recomendações sanitárias fixadas em Portaria da Secretaria de Saúde, em especial as relativas à higiene, ao distanciamento mínimo entre fiéis e ao uso obrigatório de máscaras e limitação de 50% da capacidade do ambiente, com até no máximo 700 pessoas;
  • As atividades das Feiras Agropecuárias nos municípios indicados em Portaria da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro), observados os protocolos de segurança e sanitários nela estabelecidos;
  • As atividades dos centros de artesanatos, museus e demais equipamentos culturais em todo o Estado de Pernambuco, observadas as normas sanitárias relativas à higiene, ao distanciamento mínimo e ao uso obrigatório de máscara e protocolo específico editado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado;
  • As atividades culturais de cinema, teatro e demais eventos de cultura, observada a limitação de 50% da capacidade do ambiente, com até no máximo 300 pessoas, bem como as normas sanitárias relativas à higiene, ao distanciamento mínimo e ao uso obrigatório de máscara, conforme protocolo específico editado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado;
  • As atividades dos parques de diversões, temáticos e similares, observadas as normas sanitárias relativas à higiene, ao distanciamento mínimo e ao uso obrigatório de máscara, conforme protocolo específico editado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado.

* É importante ressaltar que, caso haja serviços de alimentação, em qualquer uma destas atividades, devem ser seguidos os protocolos específicos do segmento de alimentação.

Perguntas frequentes

O que pode ser entendido como eventos similares a casamento e formaturas?

São eventos de celebração única, ou seja, que acontecem uma vez na vida, como casamentos, formaturas, batizados... É importante ressaltar que para realização destes tipos de eventos, se faz necessário que o mesmo seja realizado em um estabelecimento com autorização prévia da prefeitura e do Corpo de Bombeiros de Pernambuco, como casas de recepção, teatros, etc. Estes espaços estão preparados para receber pessoas e devem estar cumprindo as normas sanita rias relativas a higiene, ao distanciamento mínimo e ao uso obrigatório de máscara, conforme protocolo específico editado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado.

Pode haver música ao vivo ou mecânica nos bares e restaurantes?

Os bares e restaurantes estão autorizados a ter música mecânica ou ao vivo, desde que o estabelecimento obedeça a todos os protocolos estabelecidos para os serviços de alimentação, como, por exemplo, o uso obrigatório de mascaras quando os clientes estiverem em pé ou circulando pelas áreas comuns do estabelecimento, mesas de no máximo 10  pessoas e distanciamento mínimo de 1 metro entre as mesas. Além disso, as bebidas e alimentos só devem ser servidos e consumidos quando os clientes estiverem sentados. Não é permitido comer ou beber de pé.

Pode haver música ao vivo ou mecânica, durante a realização do evento social ou corporativo?

Estes eventos só estão autorizados em estabelecimentos preparados e autorizados pelos órgãos licenciadores para tal finalidade, como restaurantes, teatros, casas de recepção, desde que cumpram as normas sanitárias relativas a higiene, as regras de distanciamento mínimo e ao uso obrigatório de máscara, conforme protocolo específico editado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado.

Pode haver apresentações de stand up em bares e restaurantes?

Sim. O estabelecimento deve seguir todas as normas sanitárias relativas a higiene, ao distanciamento mínimo e ao uso obrigatório de máscara, conforme protocolo especifico editado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado.

Posso realizar festa de confraternização/evento social com meus amigos do trabalho e/ou familiares?

É permitido desde que sejam realizadas em estabelecimentos que estejam autorizados a funcionar, como os restaurantes, e que estejam obedecendo a todos os protocolos setoriais estabelecidos.

Posso realizar uma festa/show, para pessoas, em pé?

Não. Festas e show estão proibidos conforme o decreto estadual publicado no dia 08/12/2020.

Clubes que tenham restaurantes podem fazer festas?

Não. Festas estão proibidas conforme o decreto estadual publicado no dia 08/12/2020.

O protocolo de boates e o mesmo de bares e restaurantes?

Shows e festas estão proibidas. Sendo assim, boates não estão autorizadas a funcionar como espaço de dança, que vai contra os protocolos.

Eventos que foram programados antes do decreto podem ser realizados se montarem um esquema de bar/restaurante?

Shows e festas estão proibidos. Eventos sociais descritos no decreto estadual como exceção podem acontecer desde que obedeçam aos critérios definidos no Decreto e aos protocolos setoriais do segmento que estão inseridos.

Entende-se aniversário como sendo evento similar à formatura e casamento?

Não. Aniversário é um evento que acontece todo ano e estamos caracterizando eventos sociais, como casamento e formatura, como acontecimentos únicos.

Confraternizações e almoços corporativos em bares e restaurante poderão ser realizados?

Sim, desde que obedeçam a todos os protocolos estabelecidos para o setor de serviços de alimentação.

Festas em condomínios podem acontecer?

Não. Festas e shows estão proibidos de acontecer. A orientação é de que as comemorações neste fim de ano sejam restritas ao núcleo familiar próximo.

Posso receber meus amigos e familiares em casa?

Pode. A orientação do governo do Estado é que as comemorações de Natal e réveillon, assim como as confraternizações, sejam restritas ao núcleo familiar mais próximo. Mesmo assim, ressaltamos a importância de que sejam seguidas as medidas de combate à covid-19, como o uso de máscara e o distanciamento mínimo entre as pessoas.

Os hotéis estão autorizados a fazer festas?

Não. Festas e shows estão proibidos em todo o Estado. No entanto, os hotéis estão autorizados a funcionar, hospedar os seus hóspedes e ter os seus restaurantes funcionando, inclusive com som mecânico ou ao vivo, desde que obedeça a todos os protocolos e que seja exclusivamente para atender aos seus hóspedes.

Veja a íntegra da cartilha explicativa

Leia a íntegra do decreto que proíbe shows e festas em Pernambuco

Comentários

Últimas notícias