AGRESTE

Polícia recaptura seis dos 22 socioeducandos que fugiram durante tumulto em Case de Caruaru

No momento do ocorrido, a unidade atendia 90 socioeducandos. Assim, mais de 24% dos internos fugiram

JC
JC
Publicado em 22/12/2020 às 10:53
REPRODUÇÃO/TV JORNAL INTERIOR
Em vídeos que circularam nas redes sociais, era possível ver imagens de bastante fumaça saindo da unidade - FOTO: REPRODUÇÃO/TV JORNAL INTERIOR
Leitura:

Até a manhã desta terça-feira (22), a Polícia Militar de Pernambuco recapturou seis dos 22 adolescentes que fugiram do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Caruaru, no Agreste de Pernambuco, durante tumulto na noite dessa segunda (21). As buscas continuam.

Os internos provocaram o tumulto, segundo a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), com a intenção de viabilizar as fugas. O Corpo de Bombeiros atuou para apagar os focos de incêndio, já que alguns adolescentes atearam fogo em colchonetes. Apesar disso, ninguém ficou ferido.

Integrantes do Batalhão Integrado Especializado (Biesp) entraram na unidade por volta das 18h20. Em vídeos que circularam nas redes sociais, era possível ver imagens de bastante fumaça saindo da unidade. A reportagem da TV Jornal Interior também informou que, no início do motim, pedras eram jogadas de dentro para fora a unidade e vice-versa.

Após um procedimento de contagem, foi identificada a evasão de 22 internos. No momento do ocorrido, a unidade atendia 90 socioeducandos, número dentro da capacidade do espaço, que dispõe de 100 vagas.

A Funase afirmou, por nota, que dará início aos trabalhos de reparação de danos que afetaram estruturas administrativas, alojamentos e uma secção do muro externo, por onde ocorreu a fuga.

O caso é acompanhado pela Coordenadoria de Segurança da Funase. A Corregedoria da instituição vai apurar responsabilidades pelo ocorrido.

Comentários

Últimas notícias