Coronavírus

Covid-19: Com 21 novos leitos, taxa de ocupação de UTIs em Pernambuco permanece em 95%

Número de internações por suspeita ou confirmação da covid-19 no Estado cresce, apontam os números

Raphael Guerra
Raphael Guerra
Publicado em 10/03/2021 às 19:41
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
EMERGÊNCIA Hospitais estão se adaptando para receber mais pacientes - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Em meio à guerra para evitar mais mortes pela covid-19, a rede pública em Pernambuco conseguiu abrir mais 21 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Apesar disso, a taxa de ocupação permanece em 95%, nesta quarta-feira (10), o que demonstra que o número de internações de pessoas com suspeita ou confirmação da doença não para de subir no Estado.

Até o fim de semana, o governo de Pernambuco deve abrir mais 90 vagas na tentativa de evitar que a ocupação chegue a 100%, a exemplo de outros estados brasileiros, e que pacientes morram na fila de espera por um leito de UTI.

Na rede privada, a taxa de ocupação diminuiu um pouco. Enquanto na terça-feira estava em 91%, nesta quarta passou para 89%.

Em boletim, divulgado na noite desta quarta-feira, a Secretaria Estadual de Saúde destacou que, atualmente, 24% dos leitos de UTI no Estado estão ocupados por pessoas com idade acima de 75 anos. Na avaliação do governo, a porcentagem de idosos internados vem caindo por causa da imunização contra a covid-19. Ao mesmo tempo, pacientes mais jovens - muitos deles sem seguir as normas sanitárias para evitar o contágio - estão ocupando os leitos dos hospitais.

"Vale ressaltar que a vacinação e a abertura de leitos são fundamentais, mas a prevenção é uma atitude ao alcance de todos. Respeitem as medidas restritivas e entendam que elas podem e serão ampliadas, caso o contágio permaneça crescendo", afirmou, em nota, o governador Paulo Câmara.

Para aumentar o número de leitos para pacientes com a covid-19, a Secretaria de Saúde do Recife também decidiu transferir, na terça-feira, o atendimento da urgência pediátrica da Policlínica Barros Lima, no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte, para o Hospital Pediátrico Helena Moura, na Tamarineira.

A Policlínica Barros Lima passará por adaptações na estrutura física para receber pacientes com suspeita ou com o diagnóstico positivo da doença. Ainda não há prazo de quando os primeiros pacientes começarão a ser internados no espaço. Os profissionais de saúde da unidade foram transferidos para outros locais.

Comentários

Últimas notícias