PANDEMIA

Atendimento infantil da Policlínica Barros Lima, no Recife, é transferido para ampliar leitos exclusivos da covid-19

Segundo a Secretaria de Saúde do Recife, os atendimentos serão realizados no Hospital Pediátrico Helena Moura, no bairro da Tamarineira

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 10/03/2021 às 16:30
ANDRÉA RÊGO BARROS
A Policlínica Barros Lima passará por adaptações na estrutura física para receber pacientes com suspeita ou com o diagnóstico positivo da doença - FOTO: ANDRÉA RÊGO BARROS
Leitura:

atualizada às 17h31

Para ampliar a capacidade de atendimento de pacientes infectados do novo coronavírus no Recife, a Secretaria de Saúde (Sesau) decidiu transferir o atendimento infantil na Policlínica Barros Lima, em Casa Amarela, na Zona Norte, para o Hospital Pediátrico Helena Moura, no bairro da Tamarineira, também na Zona Norte. Ainda não há previsão de quando a unidade passará a receber os pacientes. 

>> João Campos anuncia liberação de vacina no Recife para mais um grupo; veja qual

>> Samu Recife registra recorde de chamados em 2021 para atendimentos a casos suspeitos de covid-19

>> Por causa de restrições, centro do Recife fica vazio neste sábado (6); praia e bairros têm irregularidades

Segundo a Sesau, a decisão foi tomada para proteger a saúde das crianças e também para qualificar a assistência, "uma vez que o Helena Moura possui 52 leitos para internamento e passa a contar com 44 pediatras no quadro". A Policlínica Barros Lima passará por adaptações na estrutura física para receber pacientes com suspeita ou com o diagnóstico positivo da doença.

>> Nos primeiros dez dias de março, Pernambuco perdeu 280 vidas para a covid-19

>> Com alta taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco anuncia abertura de mais leitos de covid-19

O Recife tem, atualmente, segundo a Secretaria de Saúde, 170 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 162 de enfermaria para tratar pacientes com o novo coronavírus, totalizando 332. Desse quantitativo, 134 leitos de UTIs estão ocupados e 111 pacientes nas enfermarias.

Leitos em Pernambuco e na rede privada

No Estado, também há uma alta taxa de ocupação nos leitos exclusivos. Segundo boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), até essa terça-feira (9), eram 1.090 leitos de UTI, com ocupação de 95%, e 1.026 nas enfermarias, com 84% das vagas já ocupadas. Atualmente,  há 31 leitos pediátricos nas UTIs para casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave, com 84% de ocupação, e 92 leitos nas enfermarias. Desses, 72% já estão com pacientes.

Segundo o governador Paulo Câmara (PSB), até a próxima sexta-feira (12) mais 90 vagas de UTIs serão abertas para pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

"Nos últimos dez dias, abrimos 106 leitos de UTI em Pernambuco. Até a próxima sexta, outros 90 novos leitos devem entrar em operação. Continuamos aumentando nossa capacidade de atendimento e analisando os números da pandemia, dia a dia", escreveu Paulo Câmara nas redes sociais.

Na rede privada, dos 327 leitos de terapia intensiva, 91% estavam ocupados, e, nas enfermarias, com 270 vagas, 62% contavam com pacientes.

 

Comentários

Últimas notícias