Investigação

Suspeito de maus tratos a gatos da avenida Beira Rio é indiciado e pode ser condenado a até cinco anos de prisão

Vídeo flagrou o momento da agressão contra os felinos, e cerca de 12 testemunhas foram ouvidas

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 05/05/2021 às 20:24
DIVULGAÇÃO/PCPE
Isabela Veras, degelada da Polícia Civil - FOTO: DIVULGAÇÃO/PCPE
Leitura:

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) indiciou, nesta quarta-feira (5), um jovem suspeito de torturar gatos em praça pública. O crime teria sido cometido na avenida Beira Rio, no bairro da Torre, Zona Oeste do Recife. De acordo com a Delegacia de Polícia do Meio Ambiente (Depoma), o autor está sendo acusado pela prática de maus tratos. O nome do indiciado não foi informado. Se condenado, ele pode pegar até cinco anos de prisão. 

Em entrevista coletiva, a delegada titular da Depoma, Isabela Veras, informou que os maus tratos se caracterizaram, neste caso, pelas agressões cometidas contra os animais. "Nós analisamos as imagens na íntegra, tanto do dia 9 (de fevereiro), como do dia 10 (de fevereiro), data posterior ao fato. Isso foi muito relevante para as investigações e pode-se comprovar que realmente houve agressão aos gatos", disse.

Cerca de 12 testemunhas foram ouvidas no caso. Segundo a PCPE, durante o depoimento, o homem chegou confirmar que estava no local do fato na madrugada do dia 9 de fevereiro, mas teria alegado ir à praça para resgatar dois felinos: um para sua irmã e outro para ele. O suspeito informou ainda que não torturou os gatos e que não teve a intenção de maltratar, mas, na verdade, estava adotando a conduta "como uma forma de se resguardar e evitar doenças".

Na manhã seguinte as possíveis agressões, cinco gatos, um adulto e quatro filhotes, foram encontrados mortos na praça, porém, a Polícia não conseguiu provar a autoria. "Esses gatos que foram encontrados mortos nós não podemos comprovar o nexo de causalidade com a conduta do indiciado. Qualquer informação em relação à morte esses cinco felinos, a Depoma estará a disposição. Caso haja ligação com o investigado, poderá ser instaurado outro inquérito policial", disse a delegada.

Caso seja condenado, a pena por maus tratos contra animais pode variar de três a cinco anos de reclusão, com possibilidade de ter algumas causas de aumento no tempo de detenção. "Caso o Ministério Público (MPPE) ache cabível e haja entendimento pelo crime continuado, ou então, concurso material de crimes, essa pena pode ser bastante elevado ainda", completou Isabela Veras.

Relembre o caso

Em 9 de fevereiro, o homem foi flagrado por câmeras de segurança maltratando vários gatos na Avenida Beira Rio. Imagens gravadas por câmeras de segurança, às 3h, mostram o momento em que um jovem chega no local e tortura os felinos. Em um carro branco, o suspeito estaciona, desce e se aproxima dos animais. Em seguida, persegue e chuta os animais. Toda a ação foi gravada. A sessão de tortura durou cerca de uma hora. Após o crime, o homem deixa o local tranquilamente.

Durante a manhã foram encontrados, pelo menos, um gato adulto e quatro filhotes assassinados. Os animais foram recolhidos por moradores, que relataram terem ficado horrorizados com o que viram. 

Confira o vídeo

 

 

Comentários

Últimas notícias