Pandemia

Diante de novas medidas restritivas no Agreste, Pernambuco suspende visitas nas unidades prisionais da região

O Governo de Pernambuco determinou novas medidas restritivas para 53 municípios

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 20/05/2021 às 9:51
Notícia
PIXABAY
A medida decorre do cenário atual de disseminação do novo coronavírus - FOTO: PIXABAY
Leitura:

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) decidiu suspender, até o dia 31 de maio deste ano, as visitas familiares em cadeias públicas e unidades prisionais de 18 municípios da região do Agreste.

De acordo com a secretaria, a medida ocorre em razão do cenário atual de disseminação do novo coronavírus e da necessidade de estabelecer novas regras restritivas, considerando o crescente número de casos confirmados da covid-19 e a elevada ocupação dos leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) disponíveis em Pernambuco.

>> Decreto que impõe restrições mais rígidas em 53 cidades do Agreste de Pernambuco é publicado; veja detalhes

>> Classificadas como essenciais por lei, igrejas não estão livres das restrições adotadas no Agreste de Pernambuco

A restrição visa resguardar policiais penais, pessoas privadas de liberdade, familiares e a população em geral. “Peço a compreensão dos familiares e daqueles que estão no cárcere, pois é uma hora que temos que fazer sacrifícios. Todos estão vendo a preocupação do governo e as medidas são necessárias”, afirmou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico.

Os Municípios incluídos na portaria são: Agrestina, Altinho, Bezerros, Bom Conselho, Cachoeirinha, Camocim de São Felix, Canhotinho, Caruaru, Garanhuns, Gravatá, Lajedo, Limoeiro, Pesqueira, Riacho das Almas, Saloá, Santa Cruz do Capibaribe, São Joaquim do Monte e Tacaimbó.

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) ressalta que as visitas virtuais da família seguem disponíveis nas 23 unidades prisionais do Estado. As visitas acontecem de segunda a sexta-feira, numa sala reservada, com supervisão de um servidor da unidade prisional. Ao todo, 56.670 encontros já foram realizados, inclusive entre detentos e parentes residentes em outros estados e países, informou a secretaria.

Restrições

O Governo de Pernambuco já havia determinado novas medidas de restrição para a região Agreste. As mudanças valem para a 2ª Macrorregião de Saúde, que inclui a IV e V Geres, com sedes em Caruaru e Garanhuns, respectivamente.

Durante a semana, as atividades econômicas e igrejas só podem funcionar até às 18h. Já nos finais de semana, está liberada apenas a abertura de supermercados, feiras livres de produtos alimentícios, farmácias, padarias e postos de gasolina.

O Polo de Confecções não pode abrir nos sábados, domingos e segundas. As igrejas também devem fechar no final de semana, segundo o governo. Segundo o governador Paulo Câmara, as novas medidas foram necessárias por conta do aumento de casos na região.

“Verificamos um aumento na velocidade do número de internações e de procura pelas instituições de saúde naquela região. Isso tem nos preocupado, pois todos nós sabemos que enquanto a vacinação não chegar a todos os pernambucanos, é necessário tomar medidas restritivas para diminuir a circulação do vírus. Precisamos cada vez mais trabalhar para salvar a vida dos pernambucanos”, disse o governador.

Comentários

Últimas notícias