Mais caro

Pedágio do Paiva já tem data para ficar mais caro em 2021; saiba os novos valores

O reajuste anual médio será de 7,6%, referente ao IPCA dos últimos 12 meses (6,76%) mais o reequilíbrio financeiro (0,82%)

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 27/05/2021 às 19:04
Notícia
Foto: Divulgação
Rota dos Coqueiros no complexo residencial Reserva do Paiva, no município do Cabo. - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

O Pedágio do Paiva, no Litoral Sul de Pernambuco deve ficar mais caro a partir do próximo dia 14 de junho. A resolução da Agência Estadual de Regulação de Pernambuco (ARPE) foi publicada nesta quinta-feira (27), no Diário Oficial do Estado (DOE). Com o reajuste, a tarifa básica será de R$ 6,90 para dias úteis e R$ 10,30 nos fins de semana, feriados nacionais e Carta Magna.

O valor atualizado da tarifa de pedágio corresponde ao reajuste anual médio de 7,6%, referente ao IPCA dos últimos 12 meses (6,76%) mais o reequilíbrio financeiro (0,82%), oriundo da previsão do Contrato de Concessão Patrocinada da Parceria Público-Privada (PPP) de compartilhamento da perda de receita, por tráfego abaixo de 70% do previsto em edital.

A arrecadação da tarifa de pedágio abrange os serviços de conservação e manutenção da via como: pavimento, sinalização, drenagem, passeio, canteiros, varrição, lavagem de pista e paisagismo. A prestação do Serviço de Auxílio ao Usuário (SAU), oferecido 24 horas por dia, conta com equipes de suporte de guincho, ambulância e viaturas de inspeção de tráfego, que podem ser acionadas pelo telefone de emergência (0800.281.0281).

O tráfego no local é monitorado pela equipe do Centro de Controle Operacional, através de 24 câmeras distribuídas pela via. Nos últimos 12 meses, a Rota dos Coqueiros realizou mais de 14 mil atendimentos, sendo 1.164 veículos guinchados e 1.499 atendimentos de apoio pré-hospitalar. Nesse período, o investimento foi de R$ 9,6 milhões, somados ao total de mais de R$ 210 milhões investidos desde o início da concessão, além de quase R$ 12 milhões de Imposto sobre Serviço (ISS) repassados para as prefeituras do Cabo de Santo Agostinho e Jaboatão dos Guararapes. 


Comentários

Últimas notícias