Fiéis antecipam encontro com Nossa Senhora do Carmo e participam da missa na 'Véspera Solene', no Recife

As celebrações desta quinta tiveram início às 6h, e serão realizadas até às 16h. Já a chamada 'Vésperas Solene' ocorrerá às 18h30. Esta é a 325ª edição da Festa de Nossa Senhora do Carmo

Katarina Moraes Bruna Oliveira
Cadastrado por
Katarina Moraes
Bruna Oliveira
Publicado em 15/07/2021 às 15:55 | Atualizado em 15/07/2021 às 18:37
WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Dentro do templo, os 140 lugares disponibilizados para a primeira missa estavam ocupados - FOTO: WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações da TV Jornal

Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (15), a Avenida Dantas Barreto já se enchia de amarelo e branco. As cores, que celebram a padroeira do Recife, eram vestidas pelos fiéis na fila que se formava em frente à Basílica de Nossa Senhora do Carmo, no Centro da capital pernambucana, na véspera do feriado municipal. A 325ª edição da festa dedicada à santa começou no dia 1º de julho, mas, assim como no último ano, precisou ser restrita a 30% do público, devido à pandemia.

Ainda na entrada da Basílica, nesta quinta, eram cumpridos protocolos sanitários contra a covid-19, como a exigência do uso de máscaras e a distribuição de álcool em gel. Dentro do templo, os 140 lugares disponibilizados para a primeira missa estavam ocupados - celebração com muitas orações, emoção e devoção. Da mesma forma que em 2020, as apresentações artísticas são transmitidas ao vivo pela internet.

A esteticista Letícia Maria não perdeu a oportunidade de render graças à Nossa Senhora, com quem ela diz ter uma relação desde criança. “ Nunca deixou de interceder. Desde pequena tenho a minha religião católica, e meu pai sempre nos ensinou a amá-la, porque não existe filho sem mãe. Já tive muitas graças alcançadas. Hoje, trabalho para mim, que era o que eu pedia muito a ela, e também sempre pedi por saúde, e ela me deu”, disse.

Houve também quem demonstrasse o amor à santa nesta quinta por meio de promessas, como o professor Morgan Silva, que saiu de Paulista correndo até a celebração no Recife. “Sempre faço isso, porque gosto de cuidar da minha saúde, manter o bem estar físico e mental, e também foi pela fé, que nos move a fazer esse esforço pela santa e por Deus, para pedir que esse momento difícil passe e para que todo mundo volte à vida normal, com paz, harmonia, muita fé e trabalho para todo mundo”, desejou.

Para a comerciante Maria das Graças Alves, já é rotina agradecer à santa por uma graça alcançada. “Todos os anos acompanho e agradeço à Nossa Senhora, porque em todos os momentos da minha vida ela está presente. Para nós, católicos, é uma forma de reverenciar nossa mãe e agradecê-la. É na casa da mãe que a gente encontra refúgio e paz, e que nos sentimos acolhidos por ela. Somos filhos pecadores, e é nesse momento que nos reconciliamos com a mãe”, afirmou.

A dona de casa Maria do Socorro Borba preferiu antecipar o encontro com a padroeira devido a pandemia. “ Vim hoje porque amanhã tem muita gente e não quero pegar esse vírus, mas todo ano eu venho, só vou deixar de vir quando morrer. Você sente aquela energia positiva de que vai vencer muitas coisas, não tem coisa melhor. Tudo que peço a ela, eu alcanço. Quem tem fé, tem tudo. Essa pandemia vai passar, porque ela é mãe”, torceu.

As celebrações desta quinta tiveram início às 6h, e serão realizadas até as 16h. Já a chamada 'Vésperas Solene' ocorrerá às 18h30, e vai contar com a apresentação do manto e coroa de Nossa Senhora e da coroação do menino Jesus, que vão ser levados por profissionais de saúde como forma de homenagear e entregar a Mãe do Carmelo os que trabalham na linha de frente no combate à covid-19 e também as vítimas da doença.

Já esta sexta (16), no Dia de Nossa Senhora do Carmo, a Solene Missa de Encerramento ocorre às 9h, presidida pelo arcebispo metropolitano de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. No mesmo dia, às 14h, a imagem peregrina de Nossa Senhora do Carmo irá percorrer, em carro aberto, ruas e avenidas do centro da cidade e bairros vizinhos localizados no Recife.

Desde a Festa de 2020, uma réplica da imagem centenária de Nossa Senhora do Carmo está exposta em um altar montado em frente à porta principal do templo e permanece ao longo dos dias de festa.

No sábado (17), a Basílica vai estar aberta apenas para visitação, das 7h às 12h. Já no domingo (18) e segunda-feira (19), ela estará fechada e só irá retomar as atividades na terça-feira (20). A Santa Missa dominical, no dia 18 de julho, vai ser celebrada na Igreja da Ordem Terceira do Carmo, às 10h.

Dentro da programação da pós-festa, a partir do dia 21 de julho, vão ser realizadas Missas Votivas de Nossa Senhora, com cânticos marianos e a imposição do escapulário. As celebrações vão ocorrer todas as quartas-feiras, às 12h, durante o ano jubilar dos 100 anos de elevação pontifícia da Basílica do Carmo.

Serviço:

 

QUINTA-FEIRA (15/07) - VÉSPERAS SOLENE

18h30 - Vésperas Solene em honra à Virgem do Monte Carmelo
Tema: São José, protetor e patrono da Ordem Carmelita, ensinai-nos a edificar
o templo do Senhor!
Evangelho: Jo 2, 13-25
Pregador: Dom Francisco de Sales Alencar Batista O.Carm – Bispo da
Diocese de Cajazeiras - PB
Convidados: Toda a família carmelitana (frades, freiras, OTC, fraternidades,
leigos, leigas e Coral do Carmo do Recife) e Vicariato Beberibe - Mons. Pe.
Rosivaldo Torres de Lima

SEXTA-FEIRA (16/07) - DIA DE NOSSA SENHORA DO CARMO

09h - Missa Solene
Presidente: Exmo. Revmo. Dom Antônio Fernando Saburido OSB - Arcebispo
Metropolitano da Arquidiocese de Olinda e Recife.

Comentários

Últimas notícias