Recife

Duas cooperativas do Recife serão beneficiadas em programa de reciclagem

Programa ReciclaMais entregou máquinas que fazem a reciclagem criativa do plástico para uma cooperativa na Torre e outra no bairro de São José

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 29/07/2021 às 15:44
Notícia
Rodolfo Loepert/Prefeitura do Recife
Os maquinários são do modelo mais avançado de Upcycling, que é a chamada reciclagem criativa do plástico - FOTO: Rodolfo Loepert/Prefeitura do Recife
Leitura:

A Prefeitura do Recife integrou as cooperativas Recicla Recife e Recicla torre no programa ReciclaMais, promovido pela Secretaria Executiva de Inovação Urbana do município. A iniciativa faz parte do projeto Julho Sem Plástico. A inauguração dos equipamentos foi realizada nesta quinta-feira (29) na Recicla Recife, localizada no bairro de São José, área central da capital pernambucana. A Prefeitura estima o impacto para 54 famílias que trabalham com reciclagem no Recife com a expansão do Recicla Mais.

As duas cooperativas receberam máquinas extrusoras e trituradoras, que fazem reciclagem de plástico, por meio de uma parceria com a Fundação Bernard Van Leer. Os maquinários são do modelo mais avançado de Upcycling, que é a chamada reciclagem criativa do plástico.

Ele faz a transformação mais rápida do plástico e possibilita a produção de uma série de produtos, a exemplo utensílios domésticos (vasos, lixeiras, luminárias e fruteiras) e madeira plástica para a confecção de bancos, mesas, fraldários, balanços e brinquedos infantis.

"O equipamento pega o plástico, faz a trituração dele e pode reutilizar fazendo mobiliário urbano, como bancos, corrimão, lixeira, tudo com material 100% reciclado da nossa cidade”, explicou o prefeito João Campos.

De acordo com o projeto, dos produtos fabricados pelas cooperativas, metade devem ser comercializados para gerar renda aos cooperados e a outra metade deve ser utilizada em equipamentos públicos do Recife. 

"Essa cooperativa agora vai poder passar a fazer o Upcycling do plástico, fazendo com que aquele resíduo que antes iria para o lixo, para o canal, para as barreiras, vai ser transformado em mobiliários urbanos para a cidade, seja uma cadeira ou um banco. E mais do que isso, vai se transformar em geração de renda para as cooperativas", afirmou o secretário Executivo de Inovação Urbana do Recife Tullio Ponzi.

Cooperativas

O projeto já integra outras três cooperativas do Recife. "Estamos crescendo bastante e o projeto agora entra nessa parceria para fazer com que o material que a gente recebe da coleta seletiva da Prefeitura do Recife passe por uma transformação e tenha um valor a mais nos seus produtos. Hoje, a gente vende para intermediários e poucos fabricantes", afirmou a presidente da Recicla Recife, Valeria Francabandiera.

Na Cooperativa Recicla Torre, no bairro da Torre, Zona Oeste do Recife, o grupo de 16 cooperados está recebendo capacitação técnica para o devido manuseio das máquinas. Uma delas tritura o plástico em pequenos granulados e outra utiliza esse material para criar uma linha fina de plástico utilizada em impressoras 3D ou moldadas para outros produtos. 

 

Comentários

Últimas notícias