Infraestrutura

Primeira e segunda etapas da reconstrução da PE-275, que liga sertões do Moxotó e Pajéu, são inauguradas

De acordo com o governo estadual, a expectativa é de que a requalificação total da via seja concluída até o final de 2021

Douglas Hacknen
Cadastrado por
Douglas Hacknen
Publicado em 07/08/2021 às 3:19
Heudes Regis/SEI
BOM PAGADOR Paulo Câmara pode comemorar que entregará o Estado com as contas em dia, mas longe de ter feito grandes investimentos - FOTO: Heudes Regis/SEI
Leitura:

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) inaugurou, nesta sexta-feira (6), em Iguaracy, Sertão do Estado, a primeira e a segunda etapas da reconstrução da rodovia PE-275, no Sertão do Estado. A ação faz parte do pacote de obras estruturadoras que integram o Programa Caminhos de Pernambuco. De acordo com o governo estadual, a expectativa é de que a requalificação total da via seja concluída até o final de 2021.

Com um aporte de R$ 59 milhões, o primeiro segmento da rodovia, com 11 quilômetros, foi requalificado do entroncamento da PE-280 até o distrito de Albuquerque Né, em Sertânia. O segundo, na extensão de 20 quilômetros, recebeu os serviços no trecho que vai dessa localidade até o distrito de Jabitacá, no município de Iguaracy.

O trabalho foi executado pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), e incluiu a construção da nova sub-base, base, drenagem, camada superficial do pavimento e sinalização. Ao todo, a reconstrução da PE-275 está dividida em quatro etapas, e vai contemplar 75 quilômetros da rodovia.

“Nossa visita à região foi muito importante para dar o pontapé inicial neste momento de retomada, após as dificuldades provocadas pela pandemia. Vamos seguir trabalhando nessa questão, mas também investindo em várias outras obras para melhorar a vida da população pernambucana. É o caso da PE-275, que vai garantir o ir e vir das pessoas com mais tranquilidade e segurança, ajudando na economia e no desenvolvimento do município e dos arredores”, disse o governador.

De acordo com a secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, essa estrada é o grande corredor rodoviário do Sertão, cortando 18 localidades. Por isso, as intervenções são estratégicas para a região. “As demais frentes de trabalho estão atuando no trecho entre Iguaracy e Tuparatema e na etapa que vai até divisa com o Estado da Paraíba”, ressaltou Fernandha.

Heudes Regis/SEI
Paulo Câmara entrega 240 km de rodovias requalificadas no Sertão em dois dias - Heudes Regis/SEI

Outras obras de reestruturação

Ainda em Iguaracy, Paulo Câmara autorizou a contratação de dois projetos de engenharia para reestruturação de outras duas rodovias. Com um aporte de aproximadamente R$ 1 milhão, serão contempladas pelo programa Caminhos de Pernambuco a PE-282 – no trecho de 17,4 quilômetros de extensão, do entroncamento da PE-275 até Jabitacá – e a PE-283, no trecho de 16 quilômetros entre as cidades de Ingazeira e Tuparetama. A ação vai melhorar a mobilidade para mais de 36 mil moradores da região.

Já no distrito de Quitimbu, em Custódia, no Sertão do Moxotó, o governador autorizou o início das obras de implantação e pavimentação da PE-310, na extensão de 34 quilômetros, do entroncamento da BR-232, em Custódia, até o município de Iguaraci. Serão executados serviços de terraplanagem, obras de artes especiais, drenagem, pavimentação e sinalização vertical e horizontal, no valor de R$ 22 milhões. A estimativa do governo é de que os trabalhos sejam entregues à população dentro de um ano e meio.

O governador também assinou a ordem de serviço para restauração do segundo e terceiro trechos da PE-265, em Sertânia. De acordo com a gestão estadual, o novo estágio da obra conta com um investimento de R$ 31 milhões e soma 39,3 quilômetros de estradas, compreendendo os segmentos que vão de Coqueiros até Sertânia, e desse município até o distrito de Pernambuquinho, na divisa com a Paraíba.

A primeira etapa dos trabalhos na PE-265 foi concluída em fevereiro, no trecho de oito quilômetros entre os distritos de Placas e Coqueiros, com orçamento de R$ 3,8 milhões.

Comentários

Últimas notícias