CRIME

Familiares de adolescente apreendido durante tentativa de chacina em Paulista realizam protesto na PE-22

"Meu filho não fez isso, ele estuda e vai entrar na Marinha", revelou a mãe do adolescente durante o protesto

JC
JC
Publicado em 06/09/2021 às 11:43
Notícia
WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Os manifestantes bloquearam os dois sentidos da PE-22 - FOTO: WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Leitura:

Familiares e amigos do adolescente de 16 anos apreendido pela Polícia Militar durante uma tentativa de chacina no bairro de Maranguape II, em Paulista, no Grande Recife, realizaram protesto nesta segunda-feira (6). O ato foi realizado na rodovia PE-22 e tinha como objetivo pedir a liberação do garoto. 

WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Os manifestantes bloquearam os dois sentidos da PE-22 - WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Os manifestantes bloquearam os dois sentidos da PE-22 - WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Os manifestantes bloquearam os dois sentidos da PE-22 - WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
WELINGTON LIMA/JC IMAGEM
Os manifestantes bloquearam os dois sentidos da PE-22 - WELINGTON LIMA/JC IMAGEM

Parentes alegam que o garoto é inocente e pedem justiça no caso. De acordo com a mãe do adolescente, ele estava com ela em uma festa quando foi abordado pelos policiais.

"Meu filho estava dentro da minha casa comigo, e estava tendo o aniversário do irmão dele. A polícia chegou e disse que meu filho estava envolvido nisso. Ele estava dentro da minha casa e eu tenho testemunhas. Eu quero que soltem meu filho porque ele é inocente, meu filho nunca pegou uma arma. O policial colocou a arma na minha cabeça e disse que estava acobertando meu filho, mas isso não é verdade, meu filho estuda, ele tá pra entrar na Marinha", contou a mãe do menino. 

O manifestantes bloquearam os dois sentidos da PE-22 e atearam fogo em pneus, deixando o trânsito bastante lento. Houve discussão com motoristas que estavam parados e um homem que dirigia uma kombi chegou a ficar irritado e tentar passar pelo bloqueio. A PM foi acionada para conter a situação. 

O que dizem as autoridades

Por meio de nota, a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) informou que prendeu, em flagrante delito, no dia 2 de setembro, um homem de 19 anos, uma mulher de 25 anos e apreendeu um adolescente de 17 por homicídio doloso (tentado) e associação criminosa e corrupção de menores. Segundo a PCPE, eles  "teriam efetuado disparos de arma de fogo contra as vítimas, uma mulher de 32 anos, e quatro homens, com 26, 26, 32 e 42 anos, em uma residência, no bairro de Maranguape II, no município de Paulista. Os autores foram encaminhados para a delegacia, onde foram realizados os procedimentos cabíveis".

A reportagem do JC entrou em contato com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), que, por sua vez, informou que "processos que envolvem menores de 18 anos correm em segredo de justiça". Segundo o órgão, por essa razão não foi possível localizar ações referente ao caso.

Tentativa de chacina

O garoto é suspeito de participar de uma tentativa de chacina que aconteceu no dia 2 de setembro, quando quatro pessoas da mesma família foram feitas de refém por um grupo que chegou atirando no imóvel.

Segundo informações da polícia, a motivação do crime teria sido uma briga trabalhista entre os envolvidos.

Comentários

Últimas notícias