VIOLÊNCIA

PM baiano é morto por engano em ação da Polícia Civil de Pernambuco

Soldado Joanilson da Silva estava de folga e foi chamado por vizinhos para prender suspeitos. Ele foi confundido como criminoso e morto por policiais em Petrolina

Notícia
Reprodução
O crime aconteceu em Petrolina, no estado de Pernambuco. - FOTO: Reprodução
Leitura:

O soldado da Polícia Militar da Bahia Joanilson da Silva Amorim morreu após ser baleado por três tiros, na noite desta segunda-feira (13), em Petrolina, no estado de Pernambuco. A cidade faz divisa com Juazeiro, no norte da Bahia, onde Joanilson era lotado, na 75°CIPM. O policial foi morto por engano por policiais civis de Pernambuco, que o confundiram com um criminoso.



O crime ocorreu nas proximidades da residência do policial militar da Bahia, no bairro Jardim São Paulo. Joanilson estava de folga, quando foi chamado por vizinhos, por volta das 18h, para ajudar na captura de suspeitos que fugiam após invadirem imóveis do bairro.

Após a chegada dos policiais civis de Pernambuco, o soldado Joanilson foi confundido com um dos criminosos, e foi baleado com três tiros, que atingiram cabeça, braço e perna. O policial não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 20h desta segunda.

Em nota, a Polícia Civil de Pernambuco confirmou a ação realizada pela 12ª Delegacia de Repressão ao Narcotráfico. "Um homem de camisa em cor semelhante à do sujeito perseguido apareceu, de forma repentina, suspeita, com arma em punho e sem se identificar, sendo confundido e alvejado pelos policiais", escreveu.

Além disso, o órgão informou que uma investigação sobre o caso foi instaurada e afirmou que irá atuar com "isenção e rigor". Segundo a polícia, a Corregedoria Geral da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS-PE) também foi acionada e que as apurações preliminares para investigar os fatos no âmbito disciplinar também se iniciaram.

Por fim, a organização reiterou que presta trabalho a sociedade de forma técnica e profissional, "buscando sempre a preservação da vida".

Terceiro PM baiano morto em três dias

A morte de Joanilson é a terceira de um policial militar da Bahia em três dias. Neste domingo, o tenente da Polícia Militar da Bahia (PM-BA) Mateus Grec de Carvalho Marinho, 35 anos, morreu após ser baleado na região do tórax na noite de domingo (12), durante um tiroteio em Cosme de Farias.

Já na madrugada do sábado (11), em Porto Seguro, no sul baiano, o soldado Antonio Elias Matos Silva, 31 anos, foi morto durante abordagem a duas pessoas, que reagiram atirando. Antonio foi atingido e encaminhado ao hospital Regional de Eunápolis, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

 

Comentários

Últimas notícias