IGREJA CATÓLICA

Relatos de milagres por intercessão de irmã Adélia podem levar a religiosa a se tornar santa; veja o passo a passo

Segundo Igreja Católica, há muitos relatos bonitos de pessoas que estavam desenganadas por médicos e, ao pedirem a intercessão de irmã Adélia, alcançaram graças

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 13/10/2021 às 15:23
Notícia
DIVULGAÇÃO
Em 2019, a Diocese de Pesqueira e o Instituto das Religiosas da Instrução Cristã iniciaram o processo de beatificação e canonização de irmã Adélia - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Na manhã desta quarta-feira (13), a Igreja Católica fez uma declaração oficial sobre os fenômenos de natureza espiritual ocorridos em Cimbres, no município de Pesqueira (Agreste de Pernambuco), como também sobre as mensagens reveladas à Maria da Conceição e à Maria da Luz. Esta última ficou conhecida, mais tarde, como irmã Adélia (1922-2013). O pronunciamento oficial foi feito, em coletiva de imprensa, pelo bispo diocesano de Pesqueira, dom José Luiz Salles, e pelo vigário-geral da Arquidiocese de Olinda e Recife, o padre Luciano Brito. 

O cumprimento de vários passos é necessário para alguém se tornar santo. Atualmente, no caso de irmã Adélia, a Igreja Católica já entrou em contato com uma Congregação de Roma solicitando a abertura de um processo de beatificação e canonização.

Leia também: Irmã Adélia pode ser a primeira santa pernambucana; conheça a história da religiosa

"Não temos dúvidas de que irmã Adélia tem virtudes de santidade. Há muitos relatos bonitos de pessoas que estavam desenganadas por médicos e, ao pedirem a intercessão de irmã Adélia, alcançaram graças e restabeleceram a saúde", disse dom José Luiz Salles. Há vários relatos de possíveis milagres praticados por irmã Adélia. Eles só podem vir a público quando o pedido for aprovado no Vaticano. 

Leia também: Irmã Adélia: Igreja faz pronunciamento sobre aquela que pode ser a primeira santa pernambucana

Ele acrescenta que já foram catalogados muitos materiais relativos a ela, incluindo mensagens que ela escreveu e registros do que falava para a população. "Agora, estamos na fase diocesana, de colher fatos históricos de quem conviveu com ela, para que possamos enviar a Roma."

Além disso, dom José destacou que a igreja agora recebe relatos de pessoas que alcançaram graças ao pedir a intercessão de irmã Adélia. "Quem tiver algo para contar pode procurar as irmãs da Instrução Cristã ou ir ao Memorial Irmã Adélia (localizado no Colégio Damas, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife). No local, há uma urna onde se pode deixar mensagem por escrito", explicou dom José. 

Quem foi irmã Adélia

Maria da Luz Teixeira de Carvalho nasceu em Pesqueira (no Agreste de Pernambuco), no dia 16 de dezembro de 1922, e ficou conhecida ao presenciar as aparições de Nossa Senhora, na Sítio Guarda, em Cimbres, distrito de Pesqueira.

Ela recebeu o nome de Irmã Adélia ao entrar para o Instituto das Religiosas da Instrução Cristã (RIC) e virar freira. Ela faleceu no dia 13 de outubro de 2013, aos 90 anos de idade.

DIVULGAÇÃO
Irmã Adélia pode ser a primeira santa pernambucana - DIVULGAÇÃO

De acordo com dom José, o compromisso da irmã Adélia com as obras sociais e a sua personalidade humilde fizeram dela uma devota especial. 

O que disse irmã Adélia 

Nas comemorações dos 60 anos das aparições de Nossa Senhora em Cimbres, em 1996, irmã Adélia falou sobre a experiência que teve e o que Maria pediu. Confira: 

DIVULGAÇÃO
Irmã Adélia pode ser a primeira santa pernambucana - FOTO:DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas notícias