Novo ministro

Novo ministro da Justiça, André Mendonça já lançou livro em homenagem a Dias Toffoli

Novo ministro da Justiça e Segurança Pública é ex-colega do atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli

Gabriela Carvalho
Cadastrado por
Gabriela Carvalho
Publicado em 28/04/2020 às 11:53
Felipe Sampaio/STF
Livro teve coordenação de André Luiz de Almeida Mendonça (à esquerda) e do ministro Alexandre de Moraes (à direita) - FOTO: Felipe Sampaio/STF
Leitura:

Após o pedido de demissão de Sergio Moro do governo federal, o Brasil tem um novo ministro da Justiça e Segurança Pública. O nome escolhido é André Luiz de Almeida Mendonça, de 47 anos, que estava ocupando, até então, a Advocacia-Geral da União (AGU). 

>> Bolsonaro diz que vai indicar alguém 'terrivelmente evangélico' para o STF

Ex-colega de Toffoli na AGU, o advogado já ajudou a organizar um livro em homenagem aos 10 anos de Dias Toffoli como ministro. O livro, intitulado “Democracia e Sistema de Justiça”, foi feito junto com Alexandre de Moraes e lançado em outubro de 2019.

O volume reúne artigos de 57 advogados, magistrados e acadêmicos próximos do ministro.

>> Bolsonaro diz que Moro cobrou indicação para vaga no STF antes de demissão

André Mendonça é aliado de Bolsonaro e um dos nomes cotados pelo presidente para assumir a vaga de Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF), depois de sua aposentadoria, que se dará em novembro. Jair Bolsonaro, inclusive, já disse considerar Mendonça para o STF por se encaixar no perfil "terrivelmente evangélico".

>> Moro mostra suposta troca de mensagens que comprovariam acusações contra Bolsonaro, diz Jornal Nacional

Antes da escolha, o nome cotado para o cargo foi o do ministro Jorge Oliveira, porém, logo a sua possível indicação foi contestada por ele ter proximidade com a família Bolsonaro, o que poderia ser questionado mais à frente.

Com a ida de André Mendonça para o Ministério da Justiça e Segurança Pública, o procurador-geral da Fazenda Nacional, José Levi Mello do Amaral Júnior, assume a vaga na Advocacia-Geral da União (AGU).

Comentários

Últimas notícias