SENADO

Flagrado com dinheiro entre as nádegas, senador Chico Rodrigues vira alvo do Conselho de Ética

Os senadores avaliaram que o caso pode prejudicar a imagem do parlamento

JC Online e Estadão Conteúdo
JC Online e Estadão Conteúdo
Publicado em 15/10/2020 às 15:15
Notícia

EDILSON RODRIGUES/AGÊNCIA SENADO
Chico Rodrigues afirmou, através de nota, que confia na Justiça e que irá provar que não tem envolvimento com qualquer ato ilícito - FOTO: EDILSON RODRIGUES/AGÊNCIA SENADO
Leitura:

Com informações da Folha de S. Paulo

Representantes dos partidos Rede e Cidadania no Senado afirmaram, nesta quinta-feira (15), que pretendem ingressar com uma representação contra o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) por quebra de decoro parlamentar. A ação, que será aberta no Conselho de Ética da Casa, tem como objetivo a cassação do mandato do senador. Na quarta-feira (14), a Polícia Federal encontrou R$ 30 mil na cueca do vice-líder do governo Bolsonaro durante uma operação sobre desvios de verba da covid-19. O senador foi exonerado do cargo nesta quinta-feira (15). A avaliação é de que o caso prejudica a imagem do parlamento.

Até o momento, o colegiado da casa, presidido senador Jayme Campos (DEM-MT), não se manifestou sobre o pedido. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (AP), que é do mesmo partido que Ribeiro, também não comentou sobre o caso. Chico Rodrigues afirmou, através de nota, que confia na Justiça e que irá provar que não tem envolvimento com qualquer ato ilícito.

ENTENDA O CASO

O até então vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues (DEM-RR), alvo de operação da Polícia Federal nesta quarta-feira (14), em Boa Vista, escondeu dinheiro na cueca durante a abordagem dos policiais. A investigação, sob sigilo, apura desvios de recursos públicos destinados ao combate à pandemia de covid-19, oriundos de emendas parlamentares. A ordem de busca e apreensão foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo apurou com duas fontes que tiveram acesso a informações da investigação, foram encontrados R$ 30 mil dentro da cueca do vice-líder do governo Jair Bolsonaro. Ao todo, os valores descobertos na casa do senador chegariam a R$ 100 mil. A investigação apura indícios de irregularidades em contratações feitas com dinheiro público, que teriam gerado sobrepreço de quase R$ 1 milhão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias