Justiça

Justiça Eleitoral impede diplomação de prefeito e vice-prefeito eleitos de Joaquim Nabuco, na Mata Sul de Pernambuco

Promotor eleitoral ajuizou ação em desfavor dos eleitos por atos de distribuição de dinheiro a eleitores. A cena foi registrada em vídeo, no dia da eleição

Douglas Hacknen
Douglas Hacknen
Publicado em 18/12/2020 às 17:57
NE10
NE10
Leitura:

Eleitos para os cargos de prefeito e vice-prefeito de Joaquim Nabuco, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, Antônio Raimundo Barreto Neto (PTB) e Eraldo de Melo Veloso (MDB), respectivamente, tiveram a diplomação suspensa por força de liminar concedida pela Justiça Eleitoral da 38ª Zona Eleitoral de Água Preta, na ação de investigação judicial eleitoral ajuizada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). A decisão desta sexta-feira (18), dia em que aconteceria a formalidade, também atingiu o suplente ao cargo de vereador do município, José Luiz de Souza (Solidariedade).

>> Ministério Público investiga vídeo em que vice-prefeito joga dinheiro em Joaquim Nabuco, Mata Sul de Pernambuco

>> Vice-prefeito eleito de Joaquim Nabuco joga dinheiro para eleitores

O promotor eleitoral da 38ª Zona Eleitoral (MPE), Thiago Faria Borges da Cunha, ajuizou ação em desfavor dos eleitos por atos de distribuição de dinheiro a eleitores, além da doação de outros bens e promessas de vantagens pessoais acompanhadas de pedido de voto.

O caso ganhou repercussão nacionalmente após a divulgação de vídeos, onde aparece o vice-prefeito eleito supostamente jogando dinheiro de uma sacada de uma varanda na cidade, no dia das eleições municipais, em 15 de novembro.

 

Comentários

Últimas notícias