Eleições 2022

'Acho uma super chapa: Haddad/Luiza Trajano', diz vice-presidente do PT

Dona da rede de lojas Magazine Luiza, Luiza Trajano, de 69 anos, vem sendo cortejada por partidos de esquerda como o PT e o PSB para entrar nas suas hostes

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 20/02/2021 às 11:52
Notícia
DIVULGAÇÃO
DIVERSIDADE Magazine Luiza tem programa de trainees só para negros - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

O vice-presidente do PT, Washington Quaquá, disse considerar a união entre o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e a presidente do Conselho de Administração do Magazine Luiza, Luiza Trajano, como uma boa chapa para concorrer à Presidência da República nas eleições de 2022. "Acho uma super chapa: Haddad/Luiza Trajano", resumiu ao jornal o Estado de S. Paulo. 

Dona da rede de lojas Magazine Luiza, Luiza Trajano, de 69 anos, vem sendo cortejada por partidos de esquerda como o PT e o PSB para entrar nas suas hostes e integrar uma chapa presidencial como um nome do empresariado e também uma "outsider" da política. Em paralelo, ela cultiva relação com os potenciais candidatos Luciano Hulk, apresentador de televisão, e João Dória, governador de São Paulo. 

>> PSB flerta com Luiza Trajano para disputa de 2022, diz jornal

>> Luiza Trajano, dona do Magalu, cria movimento por vacina

>> Ao falar sobre processo de trainee para negros, Luiza Trajano revela que chorou quando entendeu racismo estrutural

"Precisamos nos reconectar com o empresariado que tem relação com o mercado interno e com o eleitor de centro, para formar maioria, ganhar e governar”, afirmou Washington Quaquá. Um arranjo com uma figura do setor lembra a prática adotada pelo ex-presidente Lula, que teve como vice o empresário José Alencar. 

Além da sua influência no empresariado, o que atrai em Luiza Trajano entre os partidos de esquerda são os seus posicionamentos progressistas. Recentemente, ganhou repercussão um programa de trainee do Magazine Luiz exclusivo para pessoas negras.

Ela também passou a encabeçar uma campanha para agilizar a compra, distribuição e aplicação da vacina contra a covid-19. O objetivo é para possibilitar a vacinação de 60% a 70% da população até agosto ou setembro deste ano. 

PSB

Segundo a Coluna do Estadão da última segunda-feira (15), Luiza Trajano teria se reunido recentemente com o prefeito do Recife, João Campos (PSB). O encontro faria parte de uma movimentação para filiá-la ao partido para que ela possa concorrer a presidente. 

Na época, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse desconhecer o interesse da empresária, mas a considerou como um nome "excelente". 

A assessoria de Luiza Trajano nega que ela tenha pretensões de concorrer a algum cargo eletivo. No domingo passado (14), ela reafirmou pelas redes sociais que sua atuação política se restringe na sociedade civil organizada.

"Reafirmo que não sou candidata a presidente nem a vice-presidente. Não fui procurada por nenhum partido político e não entendo essa especulação envolvendo meu nome", afirmou a empresária. 

 

Comentários

Últimas notícias