GOVERNO

Deputado pernambucano André Ferreira é escolhido para ser vice-líder do governo Bolsonaro

O parlamentar, que já foi líder do PSC na Câmara dos Deputados por dois anos, assume a liderança do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a partir desta segunda-feira (22)

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 22/02/2021 às 15:42
Notícia

Câmara dos Deputados / Reprodução
"Essa função é de muita responsabilidade, pois vou ajudar a gestão do presidente Jair Bolsonaro a destravar as principais reformas em tramitação", disse André Ferreira - FOTO: Câmara dos Deputados / Reprodução
Leitura:

Matéria atualizada às 17h58

O deputado federal André Ferreira (PSC), foi escolhido para ser o vice-líder do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na Câmara dos Deputados. O anúncio foi feito pelo próprio parlamentar pernambucano em suas redes sociais, nesta segunda-feira (22).

"Estou muito honrado por ter sido convidado para ser o vice-líder do Governo na Câmara. Essa função e de muita responsabilidade, pois vou ajudar a gestão do presidente Jair Bolsonaro a destravar as principais reformas em tramitação", afirmou. André Ferreira também disse que tem como compromisso "aprovar as pautas que são importantes para a retomada do crescimento" do país, finalizando a publicação com a célebre frase do presidente da República: "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos.

O convite para a assumir o posto de vice-líder veio no ano passado, pelo deputado federal e líder do governo, Ricardo Barros (PP-PR), mas só agora foi publicado no Diário Oficial. Segundo André, ele conversou com sua bancada para então entregar a liderança do PSC - cargo ocupado por dois anos consecutivos, já em seu primeiro mandato como deputado federal. André Ferreira, afirmou ao JC, que terá uma reunião com Bolsonaro na próxima semana para alinhar as pautas do governo federal na Casa. 

“Pernambuco tem um protagonismo importante na Câmara, nós já chegamos a ter cinco líderes partidários, agora temos quatro componentes na Mesa Diretora. Nós temos deputados politizados e com muito prestígio. Então, é importante também para o presidente ter no nosso estado, uma base fixada", declarou. 



Além de ter alinhamento com as pautas do governo federal, André Ferreira também mantém uma boa relação com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), o que poderá ser fundamental para destravar pautas de interesse do governo, como a lista com 35 prioridades entregue pelo próprio presidente Bolsonaro. "O PSC foi um dos primeiros partidos a assumir publicamente o apoio a candidatura de Arthur Lira", relembrou o parlamentar.

Na primeira pauta avaliada como o início da "prova de fogo", no sentido de articulação política, do novo presidente da Casa, André votou favorável a autonomia do Banco Central. O projeto foi aprovado com 339 votos a 114, e entre outros pontos, define os mandatos do presidente e da diretoria da instituição sem coincidir com o mandato de presidente da República. 

No entanto, sobre a votação pela manutenção ou rejeição da prisão do deputado federal, Daniel Silveira (PSL-RJ), realizada nessa sexta-feira (19), Ferreira votou favorável a prisão, contrariando a orientação do seu próprio partido. 

2022

Assim como o papel de líder do governo, ocupado pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), poderá se tornar uma credencial importante para fortalecer o projeto político do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), caso encabece a disputa majoritária para o Governo do Estado em 2022,  o posto assumido por André Ferreira na Câmara, também poderá contemplar de forma positiva o futuro político do prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL) - outro nome cotado para a disputa. 

“A oposição irá chegar num consenso, seja ele qual for o nome escolhido, tanto Anderson, como Miguel e a própria Raquel Lyra (PSDB)”, declarou o novo vice-líder do governo. Nessa sexta-feira (19), a visita do presidente Bolsonaro ao município de Sertânia, no Agreste do Estado, contou com a participação de Miguel Coelho. 

“O presidente precisa de um palanque aqui em Pernambuco. Anderson é historicamente ligado a ele, desde quando eram deputados federais, e está em uma cidade metropolitana importante para esse conjunto. E Miguel tem todos os pré-requisitos para ser candidato. Nós temos uma relação muito boa com os Coelhos, apoiamos eles em Petrolina, tanto o PSC quanto o PL, e vamos construir isso juntos. Discutir 2022 no momento certo, os nomes estão postos”.

 

 

Comentários

Últimas notícias