Prioridade

Projeto inclui trabalhadores de supermercados nas prioridades para vacinação contra a covid-19

Pesquisa da UFRJ aponta que esse grupo de trabalhadores apresenta, em média, 53% de risco de ser infectado pelo coronavírus

JC
JC
Publicado em 04/06/2021 às 12:28
Notícia
Janaína Pepeu/Prefeitura de Caruaru
Autor da proposta reforça que esses profissionais enfrentam risco elevado - FOTO: Janaína Pepeu/Prefeitura de Caruaru
Leitura:

Uma proposta em tramitação na Câmara dos Deputados inclui trabalhadores de hipermercados, supermercados, minimercados e mercearias como grupo prioritário para a vacinação contra o novo coronavírus (covid-19).

O Projeto (2027/21) altera a Lei 14.124/21, que autoriza estados, municípios e o setor privado a comprarem vacinas contra a doença.

Autor a proposta, o deputado Beto Rosado (PP-RN) ressalta que os funcionários de supermercados, por atuarem em atividade considerada essencial durante a pandemia continuaram exercendo suas atividades normalmente.

>> Pernambuco ultrapassa 3 mil leitos do SUS para covid-19 com ocupação de 97% em UTIs

>> Mulheres que amamentam e tenham comorbidades poderão se vacinar contra covid-19 em São Paulo

>> Covid-19: mais da metade dos profissionais de saúde que morreram em Pernambuco são da classe médica e da enfermagem

“Essas pessoas se expõem diariamente ao contato com muitos clientes”, observou. “Nossa intenção é fazer com que esses profissionais, que enfrentam risco elevado de contaminação, tenham prioridade na imunização”, completou.

Rosado cita uma pesquisa da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) que mapeou os riscos de contaminação pelo novo coronavírus de vendedores varejistas, operadores de caixas, entre outros profissionais do comércio. Segundo o estudo, esse grupo de trabalhadores apresenta, em média, 53% de risco de serem infectados pelo vírus causador da covid-19.

Com informações da Agência Câmara

Comentários

Últimas notícias