De saída

Governador Flávio Dino anuncia desfiliação do PCdoB após 15 anos no partido

Gestor estadual é cotado para disputar a Presidência da República e falou em 'visões diferentes' ao deixar a sigla

JC
JC
Publicado em 17/06/2021 às 15:20
GILSON TEIXEIRA/SECAP
Flávio Dino já teve o nome cotado para disputar a Presidência em 2022 - FOTO: GILSON TEIXEIRA/SECAP
Leitura:

O governador do Maranhão, Flávio Dino, anunciou nesta quinta-feira (17) que pediu sua desfiliação do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Ele passou 15 anos de sua vida política. O anúncio foi feito por meio das redes sociais.

>> Flávio Dino autua Bolsonaro por não usar máscara e gerar aglomeração no Maranhão

>> Governador do Maranhão, Flávio Dino, declara apoio a João Campos no 2º turno no Recife

“Informo que pedi desfiliação ao PCdoB. Desejo êxito ao Partido na sua caminhada em defesa de uma Pátria Livre e Justa. Uma grande Frente da Esperança é um vetor decisivo para um novo ciclo de conquistas sociais para o Brasil. A tal tarefa seguirei me dedicando”, declarou Flávio Dino.

O político agradeceu ao PCdoB pela 'acolhida fraterna' durante os 15 anos de 'militância' e declarou haver diferenças entre ele e o PCdoB de 'estratégia e tática políticas'.

“Agradeço ao PCdoB a acolhida fraterna nesses 15 anos de militância. Diferenças que hoje temos, de estratégia e tática políticas, são menos importantes do que o meu reconhecimento ao papel histórico do partido na defesa de um novo projeto nacional de desenvolvimento para o Brasil”, destacou Dino.

No documento enviado ao PcdoB, pedindo a desfiliação, Flávio Dino afirmou haver 'visões diferentes' entre ele e o partido comunista.

DIVULGAÇÃO
O governador Flávio Dino anuncia desfiliação do PCdoB - DIVULGAÇÃO

 


DIVULGAÇÃO
O governador Flávio Dino anuncia desfiliação do PCdoB - FOTO:DIVULGAÇÃO

Comentários

Últimas notícias