Governo

Após saída de Salles e fala de deputado sobre Covaxin, Bolsonaro diz que passou o dia 'apagando incêndio'

A declaração foi dada em resposta a um apoiador, que perguntou sobre como o dia do mandatário.

JC
JC
Publicado em 23/06/2021 às 23:31
Notícia
ALAN SANTOS/PR
Em privado, no centro e na "direita democrática" (refratária ao presidente) ganha corpo a tese de que o impeachment seria uma maneira de quebrar a polarização Lula-Bolsonaro - FOTO: ALAN SANTOS/PR
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro disse a apoiadores, nesta quarta-feira (23), ao retornar ao Palácio da Alvorada, que passou o dia 'apagando incêndio'. A declaração foi dada a um apoiador, que perguntou sobre como o dia do mandatário.

A fala veio após a saída de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente e das declarações do deputado Luis Miranda (DEM-DF) acerca da polêmica envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin.

Aos seus apoiadores, Bolsonaro explicou que não comentaria o pedido de demissão de Salles. "Ele pediu pra sair, então ele que tem que falar o porquê", afirmou o presidente. Segundo o ex-ministro, sua saída favorece "a união de interesses, anseios e esforços" da forma "mais serena possível".

De acordo com o Estadão, no vídeo da fala de Bolsonaro, disponibilizado pelo canal Foco do Brasil, não dá para saber se o presidente fez comentários sobre a compra de vacinas da Covaxin. Na gravação, é possível perceber cortes na edição. 


Comentários

Últimas notícias