Manifestação

Manifestantes voltam às ruas no próximo sábado (24) para pedir o impeachment de Bolsonaro; veja onde haverá atos em Pernambuco

Além da saída do chefe do Executivo federal do poder, os manifestantes pedem mais vacinas, empregos, "comida no prato" e se colocam contra as denúncias de corrupção apresentadas na CPI da Covid envolvendo membros do governo

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 21/07/2021 às 16:06
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Último protesto contra o presidente foi realizado no dia 29 de junho - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Movimentos sociais, centrais sindicais e partidos políticos de oposição se mobilizam em várias partes do País para retornar às ruas no próximo sábado (24) e pedir o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Além da saída do chefe do Executivo federal do poder, os manifestantes pedem mais vacinas, empregos, "comida no prato" e se colocam contra as denúncias de corrupção apresentadas na CPI da Covid envolvendo membros do governo.

Este é o terceiro protesto que esses grupos realizarão este ano, o primeiro foi em 19 de maio e o segundo em 29 de junho. Segundo o presidente da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE), Paulo Rocha, no Estado haverá atos em pelo menos oito cidades. No Recife, a concentração será às 10h, na Praça do Derby.

"Cidades como Garanhuns, Caruaru, Petrolina, Petrolândia, Recife, São José do Egito, entre outras, participarão das manifestações. Na capital nós sairemos em passeata às 11h pela Avenida Conde da Boa Vista, até a Guararapes", observou Rocha.

>> Centrais sindicais fazem convocação para protestos contra Bolsonaro no sábado (24)

>> Artistas lançam a música "Desgoverno" e pedem impeachment de Bolsonaro; veja clipe

>> Duas pessoas agredidas pela PM em protesto contra o governo Bolsonaro no Recife correm risco de perder a visão

>> Ato com aglomeração contra Bolsonaro no Recife é dispersado pela polícia com balas de borracha e gás de pimenta

Na última terça-feira (20), dirigentes de várias centrais sindicais lançaram um manifesto para convocar os trabalhadores a participar das manifestações, afirmando que "só o povo em massa nas ruas vai impedir que se concretizem as aventuras autoritárias que o presidente tem insinuado, como a de que pode impedir a realização das eleições de 2022 ou não aceitar o resultado das urnas eletrônicas em caso de derrota".

A presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, também convocou os filiados do partido e seus simpatizantes a integrarem o movimento anti-Bolsonaro no fim de semana. A parlamentar lembrou a eles, porém, da importância de se tomar todos os cuidados para evitar a proliferação do coronavírus no protesto. "Nesse próximo dia 24 nós temos mais um encontro nas ruas das nossas cidades e dos nossos municípios. Pegue a sua bandeira, a sua camiseta, sua máscara e, com muito cuidado, vamos protestar. Dizer que nós não aguentamos mais o governo de Bolsonaro. É só nas ruas, com mobilização popular, que nós vamos devolver o Brasil ao povo brasileiro", declarou a parlamentar.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por PT Pernambuco (@ptpernambuco)

Segundo o PT, até as 16h desta quarta-feira (21) já havia atos confirmados nessas dez cidades pernambucanas:

PE – Arcoverde – Praça da Bandeira | 9h

PE – Bezerros – Anfiteatro atrás da Igreja da Matriz I | 9h

PE – Garanhuns – Fonte Luminosa | 9h

PE – Palmares – Praça Paulo Paranhos | 9h

PE – Petrolândia – Polo e STR | 7h30

PE – Petrolina – Praça da Catedral | 9h

PE – Recife – Praça do Derby | 10h

PE – São José do Egito – Ato unificado Sertão do Pajeú na Feira Livre Central | 8h

PE – São José do Egito – Feira Livre I | 8h

PE – Serra Talhada - Pátio da Feira | 10h

A Campanha Nacional Fora Bolsonaro foi criada em junho de 2020 e reúne a Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, as Centrais sindicais, partidos políticos de oposição (PT, PSB, PDT, PSOL, PCdoB, PSTU, PCB, PCO e UP), além de organizações e articulações da sociedade civil.

Comentários

Últimas notícias