Homenagem

No dia em que completaria 81 anos, Marco Maciel é declarado Patrono do Legislador de Pernambuco

Governador Paulo Câmara (PSB) sancionou, nessa quarta-feira (21), uma lei aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa sobre a honraria

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 22/07/2021 às 9:49
Notícia
Aluisio Moreira/SEI/Divulgação
A solenidade, realizada no Palácio do Campo das Princesas, reuniu antigos aliados e colaboradores de Marco Maciel ao longo da carreira - FOTO: Aluisio Moreira/SEI/Divulgação
Leitura:

Na data em que completaria 81 anos, o ex-senador, ex-governador do Estado e ex-vice-presidente da República, Marco Maciel, foi declarado Patrono do Legislador de Pernambuco. O título foi concedido ao político, que faleceu em 12 de junho, pelo governador Paulo Câmara (PSB), que sancionou, nessa quarta-feira (21), uma lei aprovada por unanimidade na Assembleia Legislativa sobre a honraria.

A solenidade, realizada no Palácio do Campo das Princesas, reuniu antigos aliados e colaboradores do político ao longo da sua carreira. Autor do projeto de lei que originou a homenagem, o deputado estadual Clodoaldo Magalhães (PSB) afirmou que essa também é uma forma de agradecer todo o legado político deixado por Maciel, “uma referência de ética, ponderação e dedicação à causa pública”.

“É importante valorizar a história e a memória de Pernambuco daquele que foi o símbolo da conciliação. Daquele que unia as divergências e trazia para o centro o equilíbrio. Neste momento que o Brasil vive de tanta tensão política, e de tantos extremismos, Marco Maciel deve ser celebrado e sua memória ser trazida para o aprendizado da política brasileira”, afirmou o deputado.

MISTER SHADOW / ESTADÃO CONTEÚDO
Marco Maciel ficou conhecido pelo perfil conciliador, elogiado até pelos adversários políticos - MISTER SHADOW / ESTADÃO CONTEÚDO

‘Legado em favor da democracia’

Na mesma linha, o governador Paulo Câmara destacou o exemplo de Marco Maciel e defendeu que ele deve ser cada vez mais difundido pelos pernambucanos. “Marco Maciel cuidou dos valores republicanos, mantendo as tradições da política pernambucana, priorizando a ética, o profissionalismo e, acima de tudo, o serviço ao povo brasileiro. Ele deixou marcas importantes e um legado em favor da política, da democracia, da justiça e da liberdade do nosso povo”, destacou Câmara.

Também participaram da solenidade o secretário da Casa Civil, José Neto; o presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Marcelo Canuto; o sócio do Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico de Pernambuco, Sílvio Amorim; além de Guilherme Codeceira e Creuza Aragão, ex-auxiliares de Marco Maciel.

MISTER SHADOW / ESTADÃO CONTEÚDO
Marco Maciel ficou conhecido pelo perfil conciliador, elogiado até pelos adversários políticos - FOTO:MISTER SHADOW / ESTADÃO CONTEÚDO

Comentários

Últimas notícias