apoio

Encontro com o Solidariedade 'é o prenúncio da vitória', diz Alckmin

Durante o ato, Alckmin afirmou que "a solidariedade", em referência ao nome da legenda presidida por Paulinho da Força, é o sentimento mais importante de todos nós.

Ana Maria Miranda
Cadastrado por
Ana Maria Miranda
Publicado em 03/05/2022 às 14:52
RICARDO STUCKERT
Geraldo Alckmin (PSB) e Lula (PT) durante evento que oficializou apoio do Solidariedade à candidatura - FOTO: RICARDO STUCKERT
Leitura:
Do Estadão Conteúdo
 
O ex-governador de São Paulo e pré-candidato à vice na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa ao Planalto, Geraldo Alckmin (PSB), disse nesta terça-feira, 3, durante ato que oficializou o apoio do Solidariedade à candidatura do petista, que o encontro é o "prenúncio da vitória". O evento reuniu lideranças políticas de centro e esquerda em São Paulo.
Durante o ato, Alckmin afirmou que "a solidariedade", em referência ao nome da legenda presidida por Paulinho da Força, é o sentimento mais importante de todos nós. "É a solidariedade que nos traz compaixão. É a solidariedade que nos traz coragem para lutar e mudar o nosso País", disse.
 
Em elogios ao ex-presidente, Alckmin disse que "o mundo do trabalho deu ao Brasil" o seu maior líder popular: Lula. "No tempo do Lula o salário mínimo cresceu muito acima da inflação, o povo consumiu, a economia avançou, o emprego cresceu", afirmou o ex-tucano.
 
Em críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), Alckmin disse que, hoje, há um ajuste fiscal em cima do mais pobre, na qual não repõe "nem a inflação, porque a inflação sobre alimentos é muito mais alta".
 
"Não tenho dúvida, o Brasil vai mudar, o Brasil precisa mudar, política é esperança, e a esperança hoje no Brasil é o presidente Lula. Ele que tem a liderança, experiência, capacidade de trabalho para retomar o caminho correto do nosso País", disse Alckmin. "O Brasil precisa mudar, política é esperança, e a esperança hoje é o presidente Lula", finalizou.

Últimas notícias