RECURSOS

Bom Conselho gasta R$ 1,2 milhão da educação com shows; veja lista

O maior cachê vai para o cantor de piseiro pernambucano João Gomes, que vai receber R$ 350 mil da prefeitura do interior pernambucano

JC
Cadastrado por
JC
Publicado em 12/05/2022 às 17:47 | Atualizado em 12/05/2022 às 19:40
Instagram.
João Gomes - FOTO: Instagram.
Leitura:

Conforme revelado pelo Blog de Jamildo, a Secretaria Municipal de Educação de Bom Conselho, no interior de Pernambuco, vai pagar R$ 1.120.000,00 (um milhão cento e vinte mil reais) para vários cantores se apresentarem nos festejos juninos do município. Enquanto isso, no Recife, o prefeito João Campos (PSB) deve gastar R$ 2 milhões só com decoração para o período.

O maior cachê vai para o cantor de piseiro pernambucano João Gomes, que vai receber R$ 350 mil da prefeitura do interior pernambucano. Trata-se de um cantor e compositor brasileiro de piseiro, tendo alcançado destaque nacional já com o seu álbum de estreia, tornando-se o cantor mais ouvido do país no ano de 2021.

Na cidade de Serra Talhada, haverá show com João Gomes, no valor de R$ 350 mil, mas a diferença é que o custo será arcado pela Empetur, de acordo com extrato publicado no DO.

Quem mais está sendo contratado para shows em Bom Conselho?

  • A dupla César Menotti e Fabiano foi contemplada com cachê de R$ 200 mil
  • A cantora Priscila Senna vai receber R$ 120 mil
  • Já Marcinho Sensação vai receber R$ 200 mil de cachê
  • A VF Shows Produções LTDA, do cantor Vitor Fernandes e Banda, vai receber R$ 200 mil
  • Para a Sim Serviços de Organização de festas, eventos e formatura LTDA, do Luka Bass, é destinado valor de R$ 50 mil

Todas as informações constam do Diário Oficial. Segundo o ato, os valores serão pagos pelo Fundo Municipal de Educação da cidade. A inexigibilidade de licitação para pagar os artistas está assinada pela secretária municipal de Educação. Bom Conselho, no Agreste de Pernambuco, tem 58 mil habitantes.

O que diz a prefeitura? 

Em nota, a Prefeitura de Bom Conselho diz que o Departamento de Cultura Municipal, do qual é a unidade que de fato irá ficar responsável pelas festividades, está vinculado à Secretaria de Educação, Cultura, Esportes, Lazer, Juventude e Turismo.

"Desta feita, não será a Secretaria de Educação que irá pagar com recursos próprios, muito menos recursos federais, as futuras atrações após todo trâmite legal, mas sim o Departamento de Cultura Municipal, com aportes do FPM - Fundo de Participação dos Municípios, que administrativamente e orçamentariamente conforme Lei Orçamentária Anual, está vinculado a Secretaria de Educação, Cultura, Esportes, Lazer, Juventude e Turismo", diz.

A prefeitura reforça que "desse modo, reafirmamos que sempre agimos com transparência e respeito aos recursos públicos e condenamos veementemente a tentativa de macular uma festa que já está em sua 27ª edição e que atende o calendário cultural do município".

 

Comentários

Últimas notícias