Estética

O que você precisa saber antes de fazer um alongamento de unhas

Antes de optar para fazer o procedimento, é necessário entender alguns pontos antes

Ana Anjos
Ana Anjos
Publicado em 16/10/2021 às 13:00
Notícia
Divulgação
Alongamento de unhas - FOTO: Divulgação
Leitura:

Facilidade, longa durabilidade e dificuldade de deixar crescer: vários são os motivos que levam muitos a alongar suas unhas. No entanto, antes de optar por fazer o procedimento, você precisa saber de alguns cuidados que fazem toda a diferença para o seu bem-estar.

Nas últimas semanas, um caso ganhou destaque nas redes sociais: uma jovem perdeu a ponta do polegar direito após colocar unha de acrigel. A podóloga e nail master Cris Farias conversou com o Blog Social 1 e deu várias dicas para quem não quer passar por esse sufoco ao realizar o alongamento de unhas.

Cris aconselha que, quando for fazer qualquer serviço que utilize produtos químicos, como sabão em pó, detergente e água sanitária, o correto é usar luvas. "Esses produtos já são ruins para nossas mãos, imagina para o alongamento?”, falou a podóloga. Além disso, é bom evitar atividades que as unhas sejam dobradas e nunca usar acetona para retirar o esmalte - caso enjoe do design da unha, utilize removedor de esmalte.

Os cuidados não param por aí, atividades diárias também estão inclusas na lista de prevenção. Digitar no computador ou celular, lavar o cabelo e abrir latinhas de refrigerante ou gavetas, são alguns exemplos de movimentos que devem ser feitos com as pontas do dedo e jamais com as unhas. “Não se pode arrancar o alongamento sozinha porque pode danificar as unhas naturais. Isso deve ser feito apenas por uma profissional. Além disso, também não deve lixar as unhas em casa. Ao fazer isso, corre o risco de deixar o alongamento grosso e mais artificial”, acrescenta.

Uma dica muito valiosa é a manutenção correta, indicada por um profissional de acordo com o crescimento da sua unha. Segundo Cris Faria, o procedimento é importante porque, além de cuidar da beleza da unha, é também uma maneira de verificar se houve algum deslocamento e prevenir infiltrações. Sobre o uso de hidratantes e loções para mãos e cutículas, a profissional enfatiza: “estão liberados, desde que não contenham óleo mineral na composição”.

Quem pode fazer o alongamento das unhas? Grávidas, diabéticas e quem tem unhas frágeis ou são alérgicas aos componentes usados. Por fim, a falta de cuidado pode levar a quadros infecciosos das unhas, de fungos e bactérias, fragilidade e deslocamento da lâmina ungueal, na maioria das vezes sendo necessária a remoção do alongamento para tratamentos. “Em alguns casos, os danos podem ser irreversíveis, caso a matriz da unha tenha sido afetada, o que gera ondulações e irregularidades”, comenta a nail master.

Técnicas mais populares

Gel
Trata-se de uma camada de gel que é aplicada diretamente na unha. A secagem acontece em cabines de luz ultravioleta e não existe manutenção: a cada 20 dias, é necessário lixar e reaplicar. Depois de três aplicações, o gel é retirado e recolocado, processo que deve acontecer no salão.

Fibra de vidro
O mais trabalhoso, tem como base a fibra de vidro, que é moldada unha a unha. Depois, há uma correção com gel e exposição à luz ultravioleta.

Porcelana
O alongamento é feito com uma mistura de pó acrílico e gel. A manutenção é a cada 15 dias.

Acrílico
O mais tradicional junto com unhas é feito de uma massa com monômero líquido e pó acrílico. Com a ajuda de um pincel, essa mistura e moldada na unha e a secagem é feita com luz natural.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias