JUSTIÇA

'Bebê do Nirvana', da capa do álbum 'Nevermind', tem pedido de indenização rejeitado pela Justiça dos Estados Unidos

Spencer Elden processou o Nirvana alegando ter sido vítima de pornografia infantil e exploração sexual

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 04/01/2022 às 16:47 | Atualizado em 04/01/2022 às 16:52
Divulgação
Spencer Elden, em imagem de 2016, segurando uma cópia de 'Nevermind', álbum que ele estampou ao quatro meses de idade - FOTO: Divulgação
Leitura:

Spencer Elden, o “bebê do Nirvana” que foi fotografado aos quatro meses de idade sem roupas para a capa do álbum “Nevermind”, lançado em 1991, teve seu pedido de indenização negado pela Justiça da Califórnia. O jovem processou a banda em agosto de 2021 alegando que teria tido sua imagem explorada sexualmente quando criança e vítima de pornografia infantil.

De acordo com o “The Guardian, Elden pediu uma indenização de US$150 mil para cada um dos 15 réus, incluindo os membros vivos do Nirvana, gravadoras, distribuidoras do álbum e Courtney Love, viúva de Kurt Cobain.

A equipe jurídica do Nirvana requereram arquivamento do processo argumentando que Elden passou “três décadas fazendo dinheiro” como celebridade por ter sido o “bebê do Nirvana”, incluindo em ocasiões onde recriou a icônica capa para os aniversários de 15 e 25 anos do álbum. Os advogados de Elden tinham até 30 de dezembro para responder o pedido de anulação, mas perderam o prazo e, portanto, o juiz Fernando Olguin, decidiu rejeitar o processo.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias