DESTROYED

Depois da Balenciaga, marca brasileira lança tênis destruído em edição limitada com valor revertido para projeto social

Sneaker da Reserva Go é vendido a partir do dia 12 de maio com 100% da arrecadação destinada ao Projeto Ímpar

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 12/05/2022 às 20:52
Divulgação
Reserve Go decide lançar tênis destruído com intuito de arrecadar fundos para projeto social - FOTO: Divulgação
Leitura:

Entrando na tendência dos tênis destruídos como a da Balenciaga, a marca brasileira de calçados Reserva Go, irá lançar uma edição de colecionar de um de seus modelos clássicos completamente destruído.

Porém, a iniciativa tem um propósito maior: a marca irá doar todo valor arrecadado para o "Projeto Ímpar", que tem como propósito a destinação de calçados para PCDs (pessoas com deficiência) denominadas como unípedes (indivíduos que possuem apenas um pé).

“Nesta semana o lançamento de um tênis destruído repercutiu muito nas redes e a principal pergunta era ‘por que comprar algo surrado e com aspecto de sujo?’. Decidimos, então, aproveitar a comoção para ajudar quem precisa, mostrando que as pessoas poderiam comprar um tênis como uma obra de arte para calçar milhares de pessoas pelo Brasil”, conta Rony Meisler, CEO da AR&Co e fundador da Reserva.

Para quem se animou em ajudar, e é apaixonado por tênis, vale ressaltar que são poucas unidades disponíveis. O TypeR Classic Destroyed pode ser adquirido, a partir do dia 12 de maio, no site da Reserva, por R$ 599.

Divulgação
Reserva Go lança versão "destruída" do tênis TypeR - Divulgação
Divulgação
Reserva Go lança versão "destruída" do tênis TypeR - Divulgação

O que é o Projeto Ímpar?

O Projeto Ímpar tem como objetivo atender pessoas do Brasil inteiro que tenham apenas um pé, destinando calçados para elas. O projeto que faz parte de uma área social do SINBI (Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui) existe há 5 anos e já ajudou milhares de PCDs.

“A inspiração para dar vida ao projeto foi na atitude solidária e pessoal de Elida Rodrigues, uma moradora de Belo Horizonte que localizou alguns sapatos únicos em uma lixeira e ficou com pena de descartá-los. Com este sentimento, ela encontrou pela vizinhança e, por indicações, pessoas que possuíam somente um pé para que fosse possível a doação daqueles calçados resgatados de um descarte de uma loja. Essa história nos emocionou e fomos motivados a, além de colaborar financeiramente com o projeto, divulgar para que mais pessoas e empresas possam ajudar essa causa ainda pouco conhecida”, revela Rony.

Comentários

Últimas notícias