Redes

Google e YouTube criam novas funções de segurança para menores

As novas disposições e ferramentas surgem em meio a uma grande preocupação com a exploração e a segurança de menores, em um momento de uso crescente da Internet pela pandemia da covid-19

AFP
AFP
Publicado em 10/08/2021 às 13:46
Notícia
Pixabay
As novas disposições e ferramentas surgem em meio a uma grande preocupação com a exploração e a segurança de menores - FOTO: Pixabay
Leitura:

O gigante tecnológico Google apresentou, nesta terça-feira (10), uma série de medidas de segurança on-line para menores, incluindo uma configuração privada para vídeos postados por adolescentes e proteção para anúncios exibidos para usuários menores de 18 anos.

As novas disposições e ferramentas surgem em meio a uma grande preocupação com a exploração e a segurança de menores, em um momento de uso crescente da Internet pela pandemia da covid-19.

As medidas afetam a plataforma de vídeos YouTube, da Google, assim como seus serviços on-line, como a ferramenta de pesquisa e a assistente Google.

"À medida que crianças e adolescentes passam mais tempo on-line, pais, educadores, especialistas em segurança e privacidade infantil e os formuladores de políticas se preocupam, com razão, com mantê-los a salvo", afirmou a diretora de produtos e experiências do usuário do Google, Mindy Brooks.

"Nós nos relacionamos com estes grupos, regularmente, e compartilhamos estas preocupações", acrescentou Brooks.

A "pesquisa segura" da Google, que exclui conteúdo sensível, ou para adultos, será a configuração padrão para usuários menores de 18 anos. Até então, esse filtro se aplicava apenas para usuários menores de 13 anos.

Na plataforma do YouTube, a configuração padrão para conteúdo entre 13 e 17 anos será "privado", continuou a empresa.

"Com uploads privados, o conteúdo poderá ser visualizado pelo usuário e por quem ele escolher", explicou o chefe de gestão de produtos do YouTube Kids and Family, James Beser, em uma postagem no blog institucional.

"Queremos ajudar os usuários mais jovens a tomarem decisões informadas sobre sua presença on-line e sobre sua privacidade digital", afirmou.

A Google também tornará mais fácil para as famílias solicitarem a remoção das fotos de uma criança das buscas de imagens. Além disso, desativará o histórico de localização para todos os usuários menores de 18 anos em todo mundo, sem a opção de reativá-lo. Este sistema já está em vigor para menores de 13 anos.

 

rl/sst/llu/lm/tt

Últimas notícias