contrato bilionário

Pentágono orça sistema em nuvem bilionário com Amazon, Microsoft, Google e Oracle

O objetivo é desenvolver um sistema de computação em nuvem que substitua atual aquisição do Empreendimento Conjunto de Infraestrutura de Defesa que ficou atolada em litígios e diversas objeções do Congresso

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 19/11/2021 às 14:05
Notícia
AFP/ Reprodução
As empresas contatadas foram Amazon, Microsoft, Alphabet, controladora da Google, e Oracle - FOTO: AFP/ Reprodução
Leitura:
Nos EUA, o Pentágono emitiu nesta sexta-feira uma solicitação formal a quatro grandes empresas de tecnologia para um contrato de bilhões de dólares. O objetivo é desenvolver um sistema de computação em nuvem que substitua atual aquisição do Empreendimento Conjunto de Infraestrutura de Defesa (Jedi, na sigla em inglês) que ficou atolada em litígios e diversas objeções do Congresso. As empresas contatadas foram Amazon, Microsoft, Alphabet, controladora da Google, e Oracle.
O pedido representa uma vitória para todas as empresas, mas particularmente para a Amazon, que perdeu a competição do contrato original do Jedi para a Microsoft em um resultado surpreendente. Posteriormente, a Amazon reclamou no tribunal que o prêmio original à Microsoft foi resultado de interferência política do então presidente Donald Trump. O Pentágono negou tal acusação.
Por fim, o Pentágono cancelou o Jedi e disse que iria recomeçar com um novo projeto chamado Joint Warfighter Cloud Capability. De acordo com o Departamento de Defesa americano, esta provavelmente seria uma aquisição multibilionária. Até o momento, não foi esclarecido por que a IBM, vista como outra possível participante, não foi incluída.

Últimas notícias