Vereadora do Recife repudia diversas faces de Jesus no desfile da Mangueira: 'um festival de devaneios'

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 25/02/2020 às 14:05
Foto: Jéssika Pinheiro/Divulgação
Foto: Jéssika Pinheiro/Divulgação
Leitura:

Integrante da bancada evangélica na Câmara do Recife, a vereadora Irmã Aimée Carvalho (PSB) usou suas redes sociais para repudiar o desfile da Mangueira, escola de samba que desfilou no Rio de Janeiro na madrugada do domingo (23) para a segunda (24).

"A intolerância e o desrespeito marcaram, mais uma vez, o carnaval. Já virou tradição tentar diminuir e desmerecer a fé dos cristãos", disse Irmã Aimée.

VEJA TAMBÉM:

» Contra seios à mostra, Clarissa Tércio chama a polícia para o bloco ‘Vacas Profanas’, em Olinda

» Em 2019, Câmara do Recife gastou R$ 125 milhões apenas com remuneração de vereadores e servidores

» Saiba como votaram os vereadores do Recife sobre o aumento dos salários

Conhecida por trazer política para o Carnaval, a Mangueira apresentou o samba-enredo "A Verdade vos Fará Livre", que narrou a trajetória de Jesus Cristo, transportando a figura sagrada para contemporaneidade e exibindo faces diversas de Jesus. A escola de samba do Rio de Janeiro pregou por respeito e tolerância na Marquês de Sapucaí.

 

 

 

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Eu sou da Estação Primeira de Nazaré. Rosto negro, sangue índio, corpo de mulher.” #jesusdagente Fotos: @jessikpinheirofotografia

Uma publicação compartilhada por Estação Primeira de Mangueira (@mangueira_oficial) em

Realizado na noite de domingo (23) para segunda (24), o desfile da Mangueira falou de "hipocrisia religiosa" e apontou violências sofridas por minorias. Para reforçar a mensagem, Jesus surgiu como mulher, índio, LGBT e negro com balas alojadas no corpo. Outra ala da Mangueira mostrava abuso do poder policial.

"Meu nome é Jesus da gente. Nasci de peito aberto, de punho cerrado. Meu pai carpinteiro desempregado. Minha mãe é Maria das Dores Brasil", dizia trecho do samba-enredo.

LEIA MAIS:

» Desfile da Mangueira no Carnaval 2020 mostra Jesus como negro e mulher

» Câmara do Recife aprova proibição de canudos de plástico

A vereadora Irmã Aimée Carvalho disse que vai aproveitar o momento para discutir na Câmara Municipal do Recife projetos de lei voltados para o que chamou de "defesa dos valores cristãos". A Casa volta do recesso na próxima quinta, dia 27.

"Mães de santo e homossexuais foram fantasiados de Jesus crucificado, aparecendo durante o desfile. Um festival de devaneios que condeno e repudio publicamente", disse a parlamentar sobre a apresentação da Estação Primeira de Mangueira.

 

Últimas notícias