Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Líder da oposição quer CPI da Covid na Câmara do Recife. Chances são diminutas nas contas dos vereadores

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 24/05/2021 às 11:58
Foto: Carlos Lima/Câmara do Recife
Foto: Carlos Lima/Câmara do Recife
Leitura:

A instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o uso de recursos federais no enfrentamento da covid-19 durante a gestão do ex-prefeito Geraldo Julio (PSB) tem chances remotas.

Essa é a avaliação de parlamentares da própria oposição, reservadamente.

JC revelou que vereadores da oposição à direita vão se reunir na tarde desta segunda para discutir a criação da CPI no Recife.

O líder da oposição, Renato Antunes (PSC), também defende que o atual estoque de materiais da gestão João Campos (PSB) também seja investigado.

"São milhares de equipamentos que estão em estoque e davam para atender o Brasil todo, queremos apurar irregularidades em dispensas de licitação nos materiais da covid-19. Houve a compra na gestão passada e (o material) está estocado pela atual. A atual gestão diz que ocorreu tudo dentro da legalidade (em 2020), então ela concorda com o que ocorreu. Acho que é no mínimo imoral um estoque de 700 anos de um material", afirmou Renato.

A proposta ganhou força entre oposicionistas após a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) que mira o período em que Jailson Correia foi secretário de Saúde do Recife, em 2020. O MPF aponta suposto desvio de recursos públicos do Sistema Único de Saúde (SUS) durante o combate à covid-19 na cidade.

Por que as chances de instalação da CPI são consideradas remotas? Porque são necessárias 13 assinaturas e as oposições só têm dez no radar.

Estão nas contas os oposicionistas à direita: Junior Tercio (Podemos), Fred Ferreira (PSC), Renato Antunes (PSC), Tadeu Calheiros (Podemos), Felipe Alecrim (PSC) e Alcides Cardoso (DEM). Eles estarão reunidos na tarde desta segunda.

Além disso, o objetivo é convencer os vereadores da oposição à esquerda: Dani Portela e Ivan Moraes, do PSOL, e Liana Cirne e Jairo Britto, do PT.

O petista Osmar Ricardo, mesmo com o PT na oposição a João Campos, é alinhado à base do governo.

Apesar de terem sido eleitos por partidos de oposição, Júnior Bocão (Cidadania) e Doduel Varela (PSL) estão alinhados ao governo, avaliam vereadores das oposições.

Últimas notícias