Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Crise no Agreste. Estado promete ajudar no fornecimento de oxigênio para municípios do interior

jamildo
jamildo
Publicado em 29/05/2021 às 9:24
Foto: Ingrid Anne/Fotos Públicas
Foto: Ingrid Anne/Fotos Públicas
Leitura:

Crise no Agreste. Mais de 33 municípios do estado formalizaram situação de risco iminente de desabastecimento do oxigênio medicinal

O governador Paulo Câmara anunciou que o Governo do Estado vai montar uma central emergencial de fornecimento de gases hospitalares no Recife para normalizar o abastecimento de oxigênio nas unidades municipais que atendem pacientes com a Covid-19.

Com o apoio, feito de forma emergencial até que os municípios regularizem seus contratos, o Estado vai fornecer 30 mil metros cúbicos de oxigênio para as redes municipais de saúde.

As remessas de oxigênio para as cidades do interior vão estar à disposição na tarde de sábado (29.05), de acordo com a necessidade apresentada pelas prefeituras.

Governo de Pernambuco rebate distribuidores e garante que não falta oxigênio na rede do Estado

Ministro da Saúde diz que vem a Pernambuco e vai visitar Hemobras

Em comunicado aos gestores municipais, a Secretaria Estadual de Saúde ressaltou a importância da comunicação com antecedência para que o órgão estadual possa efetivar o apoio aos municípios em tempo oportuno.

“Estamos encerrando um dia inteiro de reuniões para resolver o problema da falta de oxigênio nas unidades de saúde de algumas cidades do interior do estado. A partir da tarde deste sábado, vamos montar uma central emergencial de fornecimento de gases hospitalares no Recife, que irá disponibilizar 30 mil metros cúbicos de oxigênio, o suficiente para abastecer até 3 mil cilindros das redes municipais de saúde. Esse suporte emergencial será dado enquanto as prefeituras ajustam seus contratos e regularizam o fornecimento de seus serviços médicos. Ressalto que a Secretaria Estadual de Saúde não tem problemas de abastecimento de oxigênio nas 66 unidades que administra.”, informou o governador.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, disse que o problema em algumas cidades do interior de Pernambuco não diz respeito à escassez de oxigênio.

“Tanto é que todas as unidades de saúde estaduais, bem como os hospitais com contrato para a rede, estão com o abastecimento regularizado e sem risco. A questão diz respeito a fornecedores menores que atendem aos municípios, que estão com problemas logísticos para garantir o abastecimento. Já neste final de semana, graças a um esforço do governador Paulo Câmara, que realizou uma série de reuniões na noite da última sexta-feira (28.05), vamos reforçar o abastecimento também para os municípios pernambucanos”, disse Longo.

Em carta aberta, 20 distribuidores de oxigênio medicinal que atendem diversos hospitais municipais afirmam estar trabalhando no limite e pedem medidas junto aos fabricantes para a regularização do fornecimento, estabelecendo carga máxima de trabalho, com redução do oxigênio para fim industrial, redirecionando a produção para fim medicinal.

 

Últimas notícias